Como plantar uma videira em vasos e colher uvas

Escrito por

O mundo ingressa cada vez mais na voga do plantio orgânico e as pessoas cultivam uma consciência voltada para a sustentabilidade e para um modo de vida mais ecológico.
Plantar frutíferas em vasos, em varandas, em lajes e em pequenos quintais caseiros está cada vez mais popular, trazendo com isto técnicas melhores.
Aprenda como plantar videiras em vasos e, melhor que tudo, colher uvas do seu espaço.

É pouco usado o cultivo de videiras em vasos e a grande maioria dos quintais nos Estados do Sul, têm seu parreiral em canteiros, conduzindo a planta em latada (sistema de condução da planta, tipo treliça ou pérgola) ou junto a muros e paredões no cultivo chamado de espaldeira.

Mas é possível cultivar em vasos, em muitas regiões do país com o clima favorável, assim como ocorre o cultivo da videira em escala comercial.
Esta técnica de cultivo em recipientes possibilita ter uma videira num pequeno espaço, num terraço ou laje plana.

Não se aconselha o cultivo em sacadas devido às dimensões da planta, a não ser que haja uma parede sem aberturas que possa comportar todos os ramos, conduzidos por fios de arame ou cabos de aço presos à parede.

Escolha bem o tamanho do vaso e aprenda como plantar a uva

plantar uva em vasos

Videira com treliça

O tamanho do vaso é essencial para possibilitar um bom desenvolvimento das raízes para uma melhor absorção de nutrientes desenvolvendo melhor a copa do arbusto.

Vasos plásticos grandes do tipo usado em viveiros para grandes arbustos ou palmeiras ou então os de cimento, com no mínimo 60 cm de largura e mais de 70 cm de altura serão os desejados.

Será necessário o uso de treliças de bambu ou sarrafos, fixos dentro do vaso ou então usar uma técnica de condução na parede com fios de nylon ou cabos de aço.

Dicas para ter sucesso no plantio da videira

O tipo de substrato usado é a mistura de composto orgânico o quanto seja necessário com adubo curtido de aves, cerca de 1 a 2 litros por vaso.
Pode ser adicionada a areia, cerca de 1 kg, para garantir maior drenagem, já que a videira não suporta encharcamentos.

Preservar os furos de drenagem com cacos de cerâmica ou brita de granulometria média.
Por cima colocar um pedaço de geomanta, evitando que o substrato se infiltre, vedando os furos de saída da água.

Colocar parte da mistura de substrato no fundo, acomodar o torrão e preencher as laterais.
Regar bem.

Manter regas regulares, principalmente se o recipiente estiver sob cobertura.

Adubações posteriores com 3 e depois 6 meses com adubos granulados comerciais do tipo 20-10-10, cerca de 100 g/ muda aplicados ao substrato existente, mas procurando não tocar no tronco. Regar a seguir.

Época de início no cultivo da videira em vaso

videira em vasos

Em viveiros e hortos durante o inverno é possível encontrar mudas de raiz nua, envoltos em palha sem a terra, envoltos em argila ou já envasadas.
Para os Estados do Sul a melhor época é julho, quando a muda está em dormência e sem folhas.

Se a muda vem com torrão, podemos plantar até a entrada da primavera.

Para os demais Estados, o jardineiro amador deverá procurar os hortos que fornecem as mudas na época das chuvas, mais indicado para plantio.

Colheita das uvas

As mudas pequenas, ou recém-plantadas talvez não produzam cachos no primeiro ano.
As de maior porte, vendidas em torrão e já melhor desenvolvidas poderão nos brindar com algumas frutas, em cerca de até 200 dias, variando conforme o clima e a luminosidade da região.

videira decorativa
Os cultivares melhores para produção em vaso são a Isabel, uva tinta, que é muito fértil e produz frutos doces, a Isabel precoce e a Niágara, embora esta última não se adapte tão bem em regiões muito quentes.

Leia nossa série de artigos sobre o cultivo da videira doméstica para maiores detalhes.

A inserção de uma videira no paisagismo do jardim acrescenta aquele detalhe de frutífera com ornamentais, muito usado atualmente. Traz também a possibilidade de colheita sem agrotóxicos, colocando um produto na mesa para a família muito mais saudável.