Como plantar a murta-de-cheiro (murraya paniculata)

Escrito por

A murta de cheiro é muito popular como cerca-viva e por suas flores perfumadas.
De fácil manutenção, tem a vantagem de florescer até 3 vezes ao ano. Faz belo efeito no jardim ou no vaso.
Pode ser podada para ficar mais arredondada.

Nome botânico: Murraya paniculata (L.) Jack
Sin. Murraya exótica L., Murraya onphalocarpa H., entre muitas outras
Nomes populares: murta-de-cheiro, jasmim-laranja, murta-dos-jardins
Angiospermae – Família Rutaceae
Origem: China, Índia

Descrição

Arbusto ou árvore pequena, pode atingir cerca de 3,0 m, folhagem escura.
As folhas são compostas de 5 a 7 folíolos de tom verde bem escuro, brilhantes.

arvore que atrai passaros

As sementes da murta atraem pássaros.

As flores são pequenas, creme quase branco, perfumadas, em inflorescência densa na ponta dos ramos.

O perfume de suas flores lembra às da laranjeira, de mesma família botânica.
O frutinho produzido é do tipo baga, de cor vermelha, atraindo os pássaros.

Pode ser cultivado em todo o país.

Como plantar e cultivar a murta de cheiro

O local de cultivo deve ser ensolarado, com solo sem encharcamentos e um pouco ácido.
Para cultivar, delinear antes onde ficará a cerca viva de murta-de-cheiro, abrindo um canteiro de no mínimo 50 cm de largura, destorroando até uns 40 cm de profundidade.

Misturar composto orgânico bem particulado, o quanto seja necessário, 150 g de fosfato natural de rochas ou farinha de ossos calcinada e 200 g de adubo granulado NPK por muda.

murta de jardim

Muito usada como cêrca-viva

O espaçamento para cerca-viva é de 1,0 m entre mudas com tamanho de 1,0 m de altura, então marcar o lugar da planta com estaca.
Abrir um buraco maior que o torrão, reservando a terra superficial, que deverá entrar na mistura de plantio.
Colocar parte da mistura no fundo do buraco, colocar o torrão no meio e preencher as laterais com a mistura.

A terra do fundo do buraco irá por cima ou ser utilizada para outros plantios e preenchimento de canteiros.
Apertar o solo ao redor, fixando a muda.
Regar após o plantio.

Nos próximos dias sem chuvas, regar todos os dias, depois espaçar as regas, pois a murta aprecia solo mais seco.

Podas da murta de jardim

As podas poderão controlar sua forma e crescimento e poderão ser feitas sempre que necessário.
Lembrar que a produção de flores ficará comprometida com podas severas.

Também deverá ser evitada sua poda nas laterais entre mudas, para evitar espaços vazios na cerca viva, pois ficará antiestético.

Para quem deseja o cultivo desta planta de forma isolada sobre o gramado poderá deixar que atinja seu tamanho natural.

É possível também seu cultivo em vasos grandes, pesados, como os de cimento.
O tipo de substrato é a mesma recomendada para plantio em canteiro.

Mudas e propagação da murraya paniculata

As formas de propagação são por sementes ou por estaquia.

Colher os frutinhos, retirar a polpa e deixar secar.
Semear em saquinhos ou potes e deixar em local protegido até que haja a emergência.
Depois colocar em lugar claro sem sol direto até que tenham uns 50 cm quando poderão ser transplantadas para recipiente maior.

A estaquia é feita na primavera, de ramos provenientes da poda.
Controlar para que ramos com insetos não sejam utilizados.

Colocar em composto orgânico e areia em proporções iguais e deixar em local protegido, mantendo pouca umidade no substrato.
O uso de enraizador poderá propiciar mais rapidamente a obtenção de mudas.

Pragas e doenças da murta-de-cheiro

murraya paniculata

A murta de jardim pode ser plantada em vasos

Esta planta apresenta sensibilidade a diversos ataques de insetos e também doenças.
Dentre os insetos, temos cochonilhas, pulgões e mosca branca, entre os mais daninhos.

Serve de hospedeira para uma bactéria (Candidatus Liberibacter asiaticus ou C. Liberibacter americanus) que produz a doença chamada de amarelão dos citros, em inglês Greening.

Não se recomenda seu cultivo em áreas de produção.