Como Desidratar Tomilho e Alecrim

Escrito por

O alecrim e o tomilho são ervas aromáticas que perdem muito pouco o sabor e o odor característicos no processo de secagem. Podem ser armazenados por três a quatro meses com as mesmas qualidades e propriedades.

Ervas condimentares como o alecrim (Rosmarinus officinalis) e o tomilho (Thymus vulgare) podem ser adquiridos em vasos nos hortos, viveiros e até em supermercados. Trazer para casa e cuidar, será sempre um grande prazer.

Usamos assim, frescos, para temperar molhos e carnes de todos os tipos. Quando a muda cresce demais e começa a secar, é hora de podar, retirando uma parte da folhagem, deixando aproximadamente 50% para rebrote.

Assim como o manjericão e o louro, o alecrim e o tomilho podem ser desidratados com facilidade em casa. Saiba como.

Como Desidratar ou Secar o Alecrim

Para fazer o alecrim seco, vamos escolher os ramos da muda, cortando bem rente ao ramo principal, mas deixando uns 2 cm para propiciar o rebrote.  Após colher todos os ramos desejados, vamos lavar bem, retirando a poeira que ali se depositou.

Quem mora em local com muita poluição do ar, como residências junto a vias de tráfego intenso de veículos, poderá deixar de molho em água com uma colher de vinagre, por uns 5 minutos. Depois, enxaguar em água corrente.

Colocar sobre papel toalha ou guardanapo limpo, deixando secar ao ar, mas sem que o sol incida sobre o material. Vamos, então, cortar os ramos mais uma vez, em pequenas porções de 15 cm, para facilitar o manuseio.

Colocar sobre superfície plana, como uma forma do tipo assadeira, coberta com papel toalha. Procurar não dispor em camadas, pois isto iria demorar o processo.

Quando estiver seco, poderá separar as folhas dos talos e colocar em vidros limpos e secos, de preferência de cor escura, guardando em local frio e seco.

A luz natural e os raios solares degradam o material, por isto a recomendação de vidros escuros.

Como Secar e Desidratar Tomilho

thymus vulgarisO tomilho tem folhas pequenas e delicadas, sendo a planta de tamanho bem pequeno.

O rebrote pode ocorrer, então não é conveniente podar severamente a muda. O melhor é colher pequenas porções dos ramos, deixando uns 50% para sua recomposição ou retirar alguns ramos para colocar em substrato para uma nova produção.

Para propiciar sua recuperação pós corte, é conveniente adubar a muda. Após a colheita dos ramos, lavar em água corrente sobre um coador ou escorredor de massa, para não perder nenhuma folhinha.

Deixar secar sobre papel toalha ou guardanapo limpo, colocado sobre forma ou travessa, fora de local com sol.
Para acelerar o processo de secagem, se tiver daquelas centrífugas de folhas, pode usar também. Após a secagem, poderá separar as folhas dos raminhos ou deixar tudo junto, pois estes possuem também aroma e sabor.

Armazenar em vidros escuros, de preferência, secos e limpos, fechando bem e guardando fora de luz e longe de fontes de calor. Consumir em 3 meses.