Amora Preta Arbustiva (Rubus sp.)

Original: https://www.fazfacil.com.br/jardim/amora-preta-arbustiva-rubus-sp/ Escrito por

Aprenda a cultivar a amora preta arbustiva (Rubus sp.), espécie encontrada em regiões de clima mais ameno ao redor do mundo.

Nome botânico: Rubus sp.
Nome popular: amora-preta
Angiosperma – Família Rosaceae
Origem: espontânea em diversos lugares, como Ásia, América do Norte e América do Sul em regiões de clima temperado.

Descrição

Planta arbustiva de crescimento variável, dependendo do manejo. As folhas são verdes, de formato oval e de bordas serrilhadas. As flores são simples de cinco pétalas de coloração branca a branco-rosada.

Alguns cultivares têm espinhos (Guarani, tupi, Comanche, Caigangue) e sem espinhos (Xavante e Ébano).

Não confundir com a amoreira-preta espécie Morus nigra L.

Como Plantar a Amoreira-Preta Silvestre

plantaçao de amoreira-preta arbustiva rubus sppÉ cultivada no município de Vacaria no Rio Grande do Sul, Sul de Minas Gerais com potencial para cultivo em São Paulo. Regiões de clima temperado são as ideais, com solos férteis e bem drenados de pH em torno de 5,5 a 6,5.

O cultivo tanto pode ser feito em condições externas a campo como em estufas. A preparação pode ser feita com máquinas ou em covas, o que possibilita o cultivo em áreas pedregosas.

A correção da acidez deverá ser feita após análise laboratorial e indicação de um profissional da área. A nível caseiro, podemos fazer uma cova e colocar adubo de aves cerca de 1 kg, misturado com a terra superficial retirada, acrescentando cerca de 200 g de calcário dolomítico.

Colocar no fundo, acomodar o torrão e preencher as laterais com a mistura. A terra do fundo do buraco ficará por cima. Regar a seguir e nos próximos dias para acomodação da muda.

É possível cultivar tutorada em postes, mas uma ideia interessante é plantar junto a cercas de divisa ou em pergolado. O espaçamento das plantas quando em linha é de 0,30 a 0,70 m. Para cultivos extensos é recomendado de 2,50 a 3,0 m entre linhas de cultivo.

Poda e Propagação

É um arbusto que necessita de poda para frutificar bem. Como os frutos são produzidos em ramos de ano, após a colheita estes devem ser eliminados. Os ramos novos devem ser despontados para incentivar novas brotações.

No inverno os ramos secundários e os laterais devem ser podados deixando-se cerca de 0,30 m, fazendo raleio para que tenham uma distância de 0,30 m entre eles. Evita-se assim a sobreposição, com diminuição da luminosidade.

A propagação é feita por estaquia de ramos ou rebentos, colocados em sacos contendo composto orgânico e deixados em cultivo protegido até o enraizamento, podendo ser levados para campo com 0,30 a 0,50 m de altura.

Pragas que Acometem a Amoreira-Preta

amoreira-preta arbustivaAs doenças mais comuns que atacam a amora arbustiva são a antracnose (Elsinae), que ataca as hastes frutíferas e o enrosetamento, ocasionado pelo patógeno Cercosporella rubi.

O sintoma é visível pelo surgimento de rosetas nos ramos, que reduzem a produção, a qualidade dos frutos, podendo necrosar o ramo todo. A ferrugem também pode surgir, principalmente em áreas onde há incidência deste tipo de fungo em outras frutíferas ou capins.

Pragas também surgem em produções e que são comuns em pátios domésticos. Lagartas e ácaros podem liquidar em pouco tempo com a planta, os sintomas são folhas comidas e enroladas, respectivamente. Combater com óleo de nim, aplicando fora do horário de sol forte.

Propriedades Medicinais e Culinárias

Os frutos contêm pectina, ótima para digestão e combater o colesterol. Também vitamina B, A e cálcio, indicados para pessoas com osteoporose, reumatismo e artrite.

A amora preta é consumida in natura em saladas de frutas, em doces como geleias, compotas, polpa para sorvetes e sucos. Têm propriedades corantes para tingir doces. Os frutos têm sabor doce-ácido.