Tipos de papeis mais utilizados para escritura e imprensa!

Escrito por

 

Tipos de papeis

Existem muitos tipos de papeis, cada um apropriado para um tipo de impressão ou serviço.

Mostramos aqui os mais usados e suas caracteristicas!

Papel para imprensa

Papel de impressão de jornais e periódicos, fabricado principalmente com pasta mecânica ou mecano-química, com 45 a 56 g/m2, com ou sem linhas d’água no padrão fiscal, com ou sem colagem superficial.

O papel imprensa é, na verdade, um produto da categoria de papéis para imprimir que, pela sua importância, é classificado separadamente.
É o tipo de papel que apresenta o maior volume de importações.

Papéis para imprimir e escrever

– Papéis de imprimir

Bíblia
Papel fabricado com pasta química branqueada, gramatura máxima de 50 g/m2, com alto teor de carga mineral e elevada opacidade.
Usado para impressão de bíblias e similares, podendo conter ou não linhas d’água.

Bouffant
a) Bouffant de 1a.
Papel fabricado essencialmente com pasta química branqueada, não colado, com alta carga mineral (mais de 10%), bem encorpado e absorvente. Usado para impressão de livros, serviços tipográficos e cópias mimeográficas, podendo ter ou não linhas d’água.

b) Bouffant de 2a.
Papel de impressão, semelhante ao “Bouffant de 1a.”, porém contendo pasta mecânica.

Tipos de papeis

Tipos de papeis coloridos

Couché
Papel de impressão, que possui o máximo das qualidades necessárias para a reprodução perfeita de “clichés”, resultante do seu revestimento com cargas minerais em uma ou duas faces. Vide subitens para melhor classificação:

a) base para couché
Papel fabricado para ser revestido em sua superfície com cargas minerais na máquina de revestir.

b) couché fora de máquina
Papel “Base para Couché” (suporte) revestido com cargas minerais aglutinadas com colas, em uma ou nas duas faces, na máquina de revestir.

c) couché de máquina
Papel fabricado e revestido totalmente na própria máquina de papel, em uma ou nas duas faces.

Jornal
Papel de impressão, similar ao “Imprensa”, porém, sem limitação de gramatura, alisado ou monolúcido.
Usado para impressos comerciais, blocos de rascunho etc.

Monolúcido
Papel caracterizado pelo brilho em uma das suas faces, obtido em máquinas dotadas de cilindro monolúcido.

Vide subitens para melhor classificação:

a) monolúcido de 1a.
Papel fabricado essencialmente com pasta química branqueada, com brilho em uma das faces.
Usado para rótulos, cartazes, sacolas, embalagens e papéis fantasia.

b) monolúcido de 2a.
Papel semelhante ao “Monolúcido de 1a.”, porém contendo pasta mecânica ou aparas.

Offset
Papel de impressão, fabricado essencialmente com pasta química branqueada com elevada resistência da superfície.
Usado geralmente para impressão em “Offset”.

– Papéis de escrever

Apergaminhado

Tipos de papeis para escrever

Tipos de papeis para escrever

a) apergaminhado com marca (bond com marca)
Papel fabricado essencialmente com pasta química branqueada, com marca d’água, alisado, colado e com boa opacidade.
Usado geralmente para correspondência.

b) apergaminhado (bond)
Papel fabricado essencialmente com pasta química branqueada, alisado, colado e com boa opacidade.
Usado para correspondência em geral, formulários, impressos, cadernos escolares e envelopes.

c) super bond (bond cores)
Papel semelhante ao Apergaminhado, porém, em cores. Usado para os mesmos fins que aquele.

2as. Vias (“FLOR POST”)
Papel fabricado essencialmente com pasta química branqueada, geralmente com gramatura até 32 g/m2, branco ou em cores.
Usado geralmente para segundas-vias em correspondência ou formulários impressos.