Silicones – borrachas de silicone e óleos de silicone!

Escrito por

Silicones

Silicone é um material extremamente moderno e usado em muitos objetos que necessitam ter maciez e elasticidade. Como moldes, borrachas vedantes, brinquedos, etc.

 Os silicones

Os silicones são polímeros, inorgânicos formados por um núcleo de silício e (…-Si-O-Si-O-Si-O-…).
Pela variação no tamanho dessa cadeia, pode se manipular as características do material que podem variar desde uma consistência totalmente sólida, até um líquido viscoso, quimicamente inertes, resistentes à decomposição pelo calor, água ou agentes oxidantes, além de serem bons isolantes elétricos.

Resistentes ao calor e à intempérie, os silicones são apresentados nas formas fluida, resina ou de elastômeros (borrachas sintéticas), sempre com inúmeras aplicações. Servem, por exemplo, como agentes de polimento, vedação e proteção.
São também impermeabilizantes, lubrificantes e na medicina são empregados como material básico de próteses.
Atualmente estima-se que os silicones são utilizados em mais de 5.000 produtos.

Suportando temperaturas que podem variar de –65ºC a 400ºC, o silicone é usado em inúmeros segmentos industriais sem perder suas características de permeabilidade, elasticidade e brilho.
Quando incinerado, não provoca reações químicas que possam gerar gases e poluir a atmosfera.

Uma das características do silicone é sua longevidade e compatibilidade com os meios de aplicação.
Por ser inerte, não traz malefícios para o meio ambiente, não contamina o solo, nem a água nem o ar.


Não existe na literatura especializada nenhum registro de que o silicone tenha causado algum tipo de problema para o meio ambiente.

Além dessas propriedades, também não há registro de que tenha provocado algum tipo de reação alérgica no ser humano.
Com essas características, o silicone pode ser manipulado com segurança, sem o risco de provocar poluição ou danos à saúde humana.

Muitos tipos de silicone são recicláveis e outros são de simples disposição, sem agressão ao meio ambiente.

Borrachas de Silicone

As borrachas de silicone, vulcanizam ao adicionar um endurecedor líquido ou pastoso à borracha de silicone e os moldes assim obtidos apresentam uma ligeira contracção linear (<2%) resultante da libertação de alcóois formados durante a recticulação.
Consoante a quantidade e o tipo de endurecedor adicionado os tempos de processamento e de desmolde poderão variar, existindo contudo para cada produto dosagens e endurecedores predefinidos.

Silicones - borrachasAs borrachas de silicone, apresentam após a cura, boa elasticidade, flexibilidade, e resistência química, permitindo desta forma várias desmoldagens a partir de uma matriz.

As diferenças de características entre as borrachas de silicone são: flexibilidade, alongamento e resistência ao rasgo.

A vida útil da borracha de silicone é uma variável que depende de diversos fatores, sendo que um deles o tipo de borracha utilizada.
Existem no mercado diversos tipos de borracha, sendo algumas mais indicadas que outras.

Outro fator que também influencia bastante, não é especificamente o (monomero) estireno, mas sim a exotermia da reação quando catalisado. Uma sugestão é possuir uma quantidade maior de moldes, de modo que eles possam fazer um rodízio. Isso evitaria um acúmulo excessivo de estireno na borracha e também o acúmulo excessivo de energia transferida para a borracha entre uma moldagem e outra.

O monômero de estireno pode ser substituído pelo metilmetacrilato, porem este não será menos agressivo e ainda por cima terá um custo maior.
Infelizmente, para diluir a resina poliéster, só mesmo com o monômero de estireno.

Para melhorar a vida útil dos moldes, talvez seja necessária uma mudança no processo de produção dos mesmos, a começar pela verificação do tipo de borracha utilizada.

Fotos utilizadas sob licença Creative Commons: Marc Arsenault - Wow Cool