Resinas – processo de trabalho!

Escrito por

 

 

RESINAS PARA FUNDIÇÃO DE PEÇAS E FABRICAÇÃO DE BERÇO PARA MOLDES!

 

 

Antes de mais nada é preciso saber que resinas, são tóxicas em ambiente fechado, por isto exigem um local apropriado.
São dificeis de limpar, no chão, tecido, pele ou pior em pelo de animais.

Faça experiencias com pequenas quantidades e em local bem ventilado, isolado de crianças, animais domesticos, fogo, etc.

As resinas (plásticos líquidos) são sistemas de dois componentes que podem ser usados para fundir objetos decorativos, peças e partes, ferramentas e modelos, assim como para criar contramoldes leves para servirem de suporte a moldes de borracha feitos por manta, pincelamento ou spray.

Os plásticos liquidos podem imitar materiais de praticamente qualquer densidade e aparência, incluindo espumas de baixa densidade, termoplásticos, vidro, madeira, pedras e metais.

Os produtos podem ser derramados, espalhados ou aplicados por spray par acomodar qualquer tamanho de objeto ou fundição.

Viscosidades, tempo de trabalho, tempo de cura e propriedades físicas variadas possibilitam ao usuário escolher o plástico que melhor atenda suas necessidades específicas. A versatilidade dos plásticos líquidos é ilimitada.

– PREPARAÇÃO DO MOLDE

Antes de verter ou aplicar os plásticos de fundição, certifique-se que a superfície esteja preparada para evitar que o plástico adira ou espume.

Moldes de polietileno ou de borracha de silicone, não requerem um agente desmoldante, mas a aplicação de um formador de barreira (barrier coating) pode ser útil.
Moldes de látex, borracha de poliuretano ou metal, necessitam estar secos e requerem aplicação de um agente desmoldante como o Pol-Ease 2300.

Recomenda-se realizar um pequeno teste de fundição para evitar danos ao molde ou o desperdício de plástico líquido.

Para fazer contramoldes, os plásticos da série Poly 15 (15-6, 1511 ou Poly 1512X) podem ser usados com a adição de Poly Fiber II para tornar os plásticos líquidos tixotrópicos para serem espalhados em superfícies verticais ou horizontais.

– MISTURA DAS PARTES

Antes de misturar as resinas (plásticos líquidos), certifique-se de que ambas partes A e B estejam à temperatura ambiente e que todas as ferramentas e moldes estejam prontos e à mão!
Use recipientes e espátulas de plástico ou metal (ex.: balde de polietileno) para evitar a introdução de umidade. Leia as instruções do rótulo e do boletim técnico para saber sobre o tempo de trabalho e cura do material.

Alguns produtos curam rapidamente, o que significa que você deve trabalhar rápido.
Alguns plásticos líquidos necessitam homogeneização antes do uso. Siga as instruções da embalagem.

As proporções de mistura variam! Verifique as proporções de mistura para o produto específico que você está utilizando.

Pese ou meça cuidadosamente as Partes A e B na proporção indicada.
A mistura na proporção correta é fundamental para obter o melhor desempenho dos plásticos depois de curados.

Pese ou meça a Parte B num recipiente limpo de metal ou plástico.
Então, pese ou meça a quantidade apropriada da Parte A no mesmo recipiente. Misture completamente.
Enquanto estiver misturando, raspe as laterais e fundo do recipiente várias vezes para garantir a mistura completa.
Despeje a mistura na cavidade do molde ou aplique na superfície logo depois de misturar.

As embalagens uma vez abertas devem ser fechadas hermeticamente, pois a umidade atmosférica pode reagir com a Parte A ou causar a espumação do plástico.
Para estender a vida útil dos produtos, pode-se aplicar Poly Purge™, um gás seco, para eliminar a umidade, antes de fechar as embalagens.