Reciclagem de materiais – plasticos!

Escrito por

O que é e o que não é reciclavel?

Separe para reciclagem, retirando antes o excesso de sujeira:

reciclável :
Sacos, CDs, disquetes, embalagens de produtos de limpeza, PET (como garrafas de refrigerante), canos e tubos, plásticos em geral
Garrafas, garrafões e vasilhames de:
água
sucos e refrigerantes
vinagre
detergentes e produtos de higiene
óleos alimentares
Sacos de plástico

não reciclável :
plásticos termofixos (usados na indústria eletro-eletrônica e na produção de alguns computadores, telefones e eletrodomésticos), embalagens plásticas metalizadas (como as de salgadinhos), isopor.

Coleta e Separação dos Resíduos

A etapa inicial e mais importante para a reciclagem é a triagem, que consiste na separação dos plásticos do resíduo recebido e na eliminação de contaminantes.

Os ferrosos são eliminados através de ação magnética ou eletrostática; os não-ferrosos, pelo uso de ar para flotar materiais leves como o papel, e hidrociclone ou tanque de flotação, para separar as resinas por diferença de densidade.

Esta separação pode ser efetuada no local de reciclagem, no próprio ponto de geração (denominada então “coleta seletiva”) ou em usinas operadas para esta finalidade, conhecidas como usinas de triagem.

Os resíduos podem ser provenientes de um processamento industrial, de recipientes de lixo que aguardam a coleta nas calçadas, de depósitos de lixo ou, ainda, de locais de disposição final como lixões, através dos “catadores”, que constituem a reciclagem informal, ou até mesmo de depósitos de intermediários, conhecidos como “sucateiros”, que arregimentam catadores ou arrematam o material plástico em leilões e outras fontes.

A distinção entre estes pontos diversos de triagem reside na qualidade e apresentação do resíduo a ser reciclado, além do volume e freqüência do fornecimento. Desta forma, a origem do fornecimento torna-se um parâmetro importante de avaliação da matéria-prima para o reciclador.

A Figura 3-1 apresenta a seqüência de atividades realizadas desde a coleta do material em domicílios, de responsabilidade pública, até a reciclagem dos resíduos e sua transformação em novos produtos de consumo.

Existem várias formas de lidar com os resíduos. A primeira delas, amplamente utilizada, consiste na recuperação pela própria indústria que os gera, através de moagem e retorno ao processo de produção juntamente com a matéria-prima virgem.