Colagem Artística para Decorar a Casa

Escrito por

Nada mais charmoso do que fazer sua própria arte para decorar a casa. E se você acha que precisa nascer com um dom criativo, vamos desafiar essa ideia. Por meio da colagem – aquela mesma, de papel e tesoura, que fazia na escola – é possível criar cenas incríveis das quais você poderá se orgulhar. Confira a seguir algumas dicas e surpreenda-se.

Atualmente existem até mesmo festivais internacionais exclusivos de colagem onde qualquer pessoa talentosa pode participar.

Colagem: Coisa de Artista de Verdade

Colagem de Henry Matisse

Embora seja uma atividade comum no Jardim de Infância, a colagem de papel e tesoura foi amplamente explorada por vários artistas renomados. Um dos mais famosos é o pintor francês Henry Matisse.

A partir de 1943 ele começou a recortar formas sólidas em papel colorido e montava a composição sobre grandes folhas de papel acartonado.

Mesmo antes dele os dadaístas, já nos anos 20, juntavam recortes de jornal e montavam imagens sem nenhum sentido. E ainda assim muito intrigantes e modernas. Nessa onda surfou até mesmo o famosíssimo artista espanhol Pablo Picasso. E o azulejista brasileiro Athos Bulcão.

Mesmo carregando em sua essência a modernidade, uma colagem pode ter um estilo de antiguidade. Na verdade, pode ter vários estilos. Depende do tipo de técnica que você vai usar.

Praticamente qualquer pessoa pode criar uma colagem interessante. O que só corrobora a ideia do próprio Picasso de que todo mundo nasce artista, e que deixa-se de sê-lo quando se torna adulto.

Resgate a criança que existe em você e aprenda a fazer arte de gente grande!

Técnicas de Colagem para Explorar

A colagem é capaz de expressar uma grande carga de emoções. Em geral elas flertam com algum grau de absurdo, de modo que grande parte delas pode ser considerada surrealista.

Afinal, você vai juntar vários recortes diferentes para montar uma única cena.

Você pode se encantar com a fotomontagem. Que nada mais é do que recortar sujeitos, objetos e paisagens de revistas e combiná-los numa mesma composição. Ou seja, você monta uma imagem a partir de fotos.

colagem vintageSe você gosta do estilo de antiguidade, escolha sujeitos como fotos de bonecas antigas e elementos de décadas passadas.

Elementos florais românticos, pedaços de papel de carta, jornais e livros da época ou estampas semelhantes a papel de parede podem reforçar a pegada vintage.

colagem papéisOutra opção é recortar formas bem definidas em papel colorido liso, em cores diferentes.

Com essas partes, componha uma imagem.

É uma ótima maneira de dar um toque de abstrato à sua peça. Matisse chamava isso de “desenho com tesoura’.

Tecido estampado ou papel de presente também podem entrar na dança. E você não precisa necessariamente criar formas definidas.

Crie uma peça feita de recortes aleatórios ou mesmo pedaços rasgados. É a arte não figurativa, que também é linda.

Sujeitos difíceis de identificar, como lesmas do mar, podem fazer parte de composições abstratas. Fotos de telas de outros artistas também podem ser exploradas.

Colagem com Fotos de Amigos

Se você é daquelas pessoas que tem muitos amigos queridos e gostaria de ter fotos de todos eles, mas falta espaço, a colagem pode resolver isso para você.

Recorte seus amigos e monte uma cena com todos eles juntos num painel só. Você pode fazer uma composição onde alguns deles interagem entre si. Como um amigo retirado de uma foto abraçando outro que foi recortado de outra.

Você pode até mesmo fazer com que amigos que não se conhecem fiquem juntos! Caso não tenha fotos de todos, peça que enviem fotos em alta por e-mail. Ao recebê-las, revele-as e mãos à obra.

Se quiser dar um toque mais fantástico à cena, misture recortes comuns de revistas. Florzinhas, um sol, um relógio ou o mapa de um país perto daqueles que tem saudade ou moram longe…

Se quiser um resultado mais bem acabado, capriche na hora de recortar. Evite rasguinhos ou tesouradas com pontas. Siga a forma da maneira mais fiel possível. Caso queira algo mais rústico, corte com menos cuidado.

Dicas para a sua Arte Colagem

colagistasOs colagistas guardam alguns segredos para que seus trabalhos tenham sucesso. A primeira coisa é que suas tesouras estejam sempre bem afiadas. Não as use para nada além do que recortar.

Tesouras grandes são ótimas para retirar um elemento grosseiramente da página de uma revista. A tesoura menor, do tamanho escolar, é a que se usa para cortar as formas com mais precisão.

Utilize esquadro e estilete para fazer cortes e ângulos retos.

Use sempre cola em bastão. Ela não vai enrugar o seu recorte. Não utilize papel sulfite como base e sim papel cartão, que é mais consistente. Existem artistas que usam até mesmo telas de pintura para servir como fundo da colagem.

Quando sua obra estiver pronta, mande emoldurar com um vidro anti-reflexo. Caso sua colagem seja pequena, use um paspatur pra valorizá-la mais. E agora é só pendurar num lugar de destaque!