Trabalhar com Filhos por Perto: O Segredo do Sucesso

Escrito por

É o sonho de muitas mulheres: trabalhar e, ao mesmo tempo, estar perto dos filhos. Veja a seguir como três mães conjugam carreira em casa e maternidade.

A maior parte das mulheres precisar se ausentar da família para cuidar da carreira. Mas muitas conseguiram trazer o trabalho para dentro de casa e passar mais tempo na presença das crianças, mesmo quando focadas em atividades profissionais.

A tarefa, no entanto, não é tão simples assim. Crianças, principalmente as menores, demandam atenção constante do adulto responsável.

Mas mães que são profissionais autônomas sempre encontram um jeitinho de conciliar responsabilidades de trabalho e de família. Conversamos com duas delas e desvendamos as vantagens, os desafios e, sim, as dicas!, que elas guardam na manga.

Trabalhar Perto dos Filhos: Vantagens

Estar presente é a grande vantagem da mulher que trabalha em casa, ou que pode levar os filhos para trabalhar.

Pierina e Serena

Pierina e Serena

Pierina Ballarini, por exemplo, é atriz, cantora, arte-educadora. E ainda captadora e editora de vídeos e gerenciadora de blogs e sites.

Com tantas atividades, ser autônoma sempre foi a chave para acompanhar de perto o crescimento da pequena Serena, que hoje tem três anos e meio.
No seu caso específico, levar a filha para os compromissos artísticos – como, por exemplo, quando dá aulas de teatro infantil – acaba somando na própria formação de Serena:

“A cada dia que passa ela compreende melhor o que estou fazendo e inclusive tem suas brincadeiras em que está ‘trabalhando’ reproduzindo o que ela me vê fazer: escrever no computador, ler, cantar, dançar…”

Já Tatiana Zukerman, mãe de Nina, 8, e Lara, 6, sentia que a ansiedade pela ausência das filhas enquanto estava no escritório de advocacia atrapalhava seu desempenho profissional.

Numa decisão conjunta com o marido, resolveu continuar trabalhando como advogada autônoma em casa. Assim chegou num denominador comum que a levou a desempenhar o trabalho com mais qualidade e acompanhar de perto o desenvolvimento das filhas.

Luana Leixa, mãe de Enzo, 9 anos, amplia a lista de motivos que levam mulheres como ela a trabalhar em casa:

“Trabalhando fora a gente sempre tem desconfiança sobre se o filho está bem e sendo bem cuidado. Além disso, é difícil manter o equilíbrio emocional no trabalho quando ele tem febre, gripe… e ainda ter que pedir para sair mais cedo para o chefe”.

Dicas para Trabalhar com os Filhos por Perto

Pierina, Tatiana e Luana fazem coro: o segredo para conciliar trabalho em casa e filhos é saber quais atividades podem ser desenvolvidas na presença da criança e quais precisam ser realizadas quando elas estiverem na creche, na escola, com outro membro da família ou até mesmo dormindo.

Quando a Criança Está Ausente

Luana e Enzo

Luana e Enzo

Aproveite a ausência das crianças para realizar reuniões, sejam elas presenciais ou mesmo à distância (por exemplo, via Skype).

Tarefas que exijam muita concentração, atenção aos detalhes e rapidez na realização também devem ser feitas quando os filhos não estão em casa ou estão dormindo.

Aliás, a hora de dormir é ainda mais preciosa se o seu filho ainda é bebê!
Se você estuda, essa é a hora de elaborar trabalhos que valem nota ou estudar para aquela prova difícil.

Quando a Criança Está Presente

Aqui é importante dedicar um momento exclusivo para os pequenos. Distrações como celulares, televisão ou computadores devem ser evitados.

Esse tempo de qualidade com os filhos é justamente o grande trunfo da mulher que trabalha de forma autônoma. Aproveite-o.

Ao mesmo tempo é importante lançar mão dessa convivência para conscientizar a criança da importância do seu trabalho. Explique que você desenvolve sua profissão de casa, que nem todas as pessoas precisam ir ao escritório para trabalhar e ganhar dinheiro.

Assim, na hora que você precisar trabalhar, eles vão saber respeitar melhor os limites que você colocar.

Mas, para a criança, conversa não é tudo: é preciso lançar mão de outros recursos para mantê-las sob controle.

Uma boa ideia é estabelecer um cômodo para você trabalhar e outro para a criança brincar. Você pode ficar na sala e arrumar vários jogos, brinquedos e filmes atrativos em outro lugar para a criança se distrair.
Escolha o seu quarto ao invés do quarto do pequeno – é um lugar diferente e sempre atrativo.

Lembre-se de que, quando a criança está em casa, o seu trabalho sofrerá uma ou outra interrupção: ela pode solicitar você para comer, tomar banho ou ir ao banheiro. Portanto dedique-se a trabalhos que não serão impactados por essas pausas.
E sempre divida os cuidados com os pequenos com o pai deles. Ele deve ser seu maior aliado.