Como Calcular o Preço no Artesanato

Escrito por

Você ama realizar suas peças de artesanato – e gosta da ideia de ganhar dinheiro com elas. Aprenda a calcular o valor da sua produção.

Para calcular o valor unitário do seu produto de artesanato, será preciso levar em conta mais fatores do que o material utilizado – afinal, não basta apenas cobrir o processo de produção. É importante que exista lucro e retorno para reinvestir em melhorias.

Essa conta é fundamental para estabelecer um preço justo: nada barato demais a ponto de trazer prejuízo nem caro a ponto de assustar o consumidor.

O preço estabelecido para o seu produto também vai influenciar como o seu cliente vê o seu produto: um valor baixo demais pode passar a ideia de que a sua técnica e materiais não são de qualidade.

Acompanhe a seguir.

Conceitos Básicos para Precificar seu Artesanato

A fórmula básica para precificar seu artesanato se resume ao seguinte:

(material + hora trabalhada + despesas + lucro) x (fator de multiplicação)

Lembre-se de que o valor do frete ou da entrega do produto nunca entra na fórmula. São despesas cobradas à parte diretamente ao consumidor, caso necessário.

Horas Trabalhadas no Artesanato

pintura ovosDe modo que a primeira coisa que você deve estabelecer é quanto tempo por dia você vai trabalhar no seu artesanato e qual o salário que você pretende ganhar no final do mês por ele.

Se você vai trabalhar oito horas por dia, de segunda a sexta, deverá multiplicar essas horas pelos dias úteis de mês, que em geral são 22. Vão dar 176 horas mensais.

Divida o salário desejado por 176 e você encontrará o valor da sua hora trabalhada. Depois disso, descubra quantas horas você levar para montar uma peça.

Por exemplo: digamos que você deseja ganhar R$2.000,00 mensais. Dividindo esse valor por 176 teremos R$11,36 como seu valor de hora trabalhada.

Para prosseguir, tomaremos como exemplo a produção de ursinhos de feltro feitos à mão. Anexamos gratuitamente uma planilha com valores hipotéticos que vai ajudá-lo a compreender melhor:

Valor do Artesanato: Material

O material é o fator mais palpável do seu trabalho. Ele inclui todo e qualquer produto utilizado para produzir a sua peça. Isso inclui tecidos, tintas, pincéis, enchimentos, linhas, agulhas, botões, cerâmicas, argilas, papéis – tudo e qualquer coisa.

Para precificar corretamente o material, é importante que você saiba exatamente quanto de cada coisa está presente em cada peça. Se você compra um saquinho de botões e não utiliza todos numa unidade, saiba quanto custa cada um deles para saber o que está sendo gasto por peça.

Em outras palavras, faça uma divisão proporcional de material por peça.

Na hora de fazer o ursinho feltro, por exemplo, precisa calcular o valor do metro quadrado de feltro que vai usar, o quanto de linha para bordar e fechar o bichinho e a quantidade de enchimento. Esse é o valor objetivo do seu produto.

Embalagens também entram aqui, não esqueça. Elas não saem gratuitamente para o cliente. Se você vai embalar seu ursinho numa folha de papel de seda e em seguida colocá-lo numa sacola, o preço desses dois itens deve fazer parte do valor objetivo final do brinquedo.

Despesas Envolvidas na Produção do Artesanato

Despesas são os gastos envolvidos na produção da peça, excluindo o material. Elas são energia elétrica, gás, telefone, gasolina, transporte, etc).

Todos esses valores devem ser divididos pelo número de horas que cada peça leva para ser produzida.

No caso do ursinho, foram gastos R$75,00 de energia elétrica no ateliê, R$20,00 de frete para a entrega do feltro e R$50,00 de conta de telefone/ internet para falar com fornecedores e pesquisar modelos e materiais.

Estabelecendo o Lucro por Peça

embalagensO salário que você vai receber pela realização do trabalho já foi calculada em “horas trabalhadas”; o lucro é a margem que você usará para reinvestir no seu negócio.

Isso inclui novos maquinários que tornarão o trabalho mais rápido ou bem feito, cursos, apostilas e qualquer coisa que gere aprimoramento – o que levará ao crescimento do seu negócio.

A porcentagem média de lucro adicionado é de 30% a 50% por peça.

Atenção ao Fator de Multiplicação

O fator de multiplicação é o que viabiliza dar descontos para vendas grandes, que em geral acabam oferecendo preços mais baixos aos clientes. Nesses casos, bastará retirar o fator de multiplicação do valor por peça.

Ele também serve para cobrir custos diretos ou indiretos que você ocasionalmente tenha esquecido de incluir nas despesas, como custos de uma loja virtual, taxa para expor em vitrines, estoque, etc.

Esse fator varia entre 1,5 ou 2.