O Que Fazer Quando o Bebê Engasga

Escrito por

Uma das piores situações que acontecem com os pais, principalmente os de primeira viagem, é quando o bebê engasga. Nesses momentos nós geralmente entramos em pânico e não sabemos o que fazer.

Afinal, a sufocação, ou obstrução das vias aéreas, é a primeira causa de morte entre os bebês nos primeiros anos de vida.

Até os 4 anos podemos considerar que eles estão numa etapa de descobrimento do mundo e com isso usam os sentidos para fazer essa atividade.

Listamos a seguir algumas dicas para prevenir que o seu bebê sufoque ou engasgue, e como lidar com isso.

O Que Fazer Quando o Bebê Engasga

A regra geral para o engasgo do bebê é colocá-lo no colo em posição bem reta e dar alguns tapinhas nas costas, de modo que a comida ou líquido desça direto pela garganta ou saia pela boca.

No entanto, se isso não funcionar, existe uma técnica muito útil: a manobra de Heimlich.

A manobra de Heimlich é uma técnica para primeiros socorros para asfixia que deve ser aplicada quando o paciente estiver com quadro de engasgamento, com o objetivo de desobstruir a traqueia e assim possibilitando a passagem de ar para os pulmões.

Para executar em bebês, siga os seguintes passos:

  • 1o Passo: Pegar o bebê no braço e virar ele com a barriga para baixo;
  • 2o Passo: Colocar uma das mãos abaixo do pescoço mais ou menos na região do queixo do bebê e, deixa-lo levemente inclinado para baixo;
  • 3o Passo: Dar algumas palmadas na região do pulmão, dessa forma o bebê ira cuspir o que o está obstruindo.
heimlich

Manobra de Heimlich

Dicas para Evitar o Engasgo e o Sufocamento do Bebê

Na hora de preparar a refeição para a criança, prepare os alimentos em pequenos pedaços. Não só ela será capaz de mastigar melhor como também sofrerá menos chances de engasgar, já que pedaços pequenos são mais fáceis de engolir.

Se o engasgo acontecer mesmo assim, um pedaço pequeno se soltará com mais facilidade.

bebê comendo melanciaMuita atenção na hora de oferecer frutas com muitas sementes, tais como melancia, maracujá ou romã. Se possível, separe-as e sirva a fruta sem caroço algum.

Alimentos como milho ou a própria pipoca devem ser dados apenas quando a criança já sabe mastigar bem.

Na hora de dormir, dê preferências para um colchão firme e posicione o bebê com a barriga para cima, com o cobertor na altura do peito e preso no colchão com os bracinhos para fora.

O colchão deve estar sem embalagem e preso ao berço (com o espaço máximo de dois dedos entre colchão e berço).

Ainda em relação ao colchão seja bem criterioso na escolha quando comprar. Procure os que possuem certificado do Inmetro e fique atento as grades de proteção do berço, que devem ter 6 cm de distância entre elas.

Na hora de dormir, retire qualquer objeto do berço como: brinquedos, travesseiros e objetos macios. Isso reduz os riscos de asfixia.

Adquira sempre brinquedos apropriados para a idade da criança e também com selo de aprovação do Inmetro. E na hora de brincar, retire todos os objetos que possam causar risco à saúde da criança, tais como botões, colares, chaveiros, chaves e etc.

Para determinar se esses brinquedos não ofereceram risco para a criança, utilize uma embalagem plástica de filme fotográfico como referência, pois ela possui um diâmetro (3 cm) aproximado da garganta dela e poderá alertar para o risco de forma bem visual.

E, por fim, mas não menos importante na hora de comprar as cortinas, dê preferência para as sem corda, para que as crianças não corram risco de estrangulamento.

É importante assinalar, no entanto, que se os engasgos do bebê com alimentos e bebidas forem muito recorrentes, é importante consultar o pediatra, a fim de investigar possíveis condições mais sérias que estejam provocando o regurgito.

Autoria: Texto elaborado pela equipe da O Sapo e a Princesa.