Efeito da deficiência de minerais no organismo

Escrito por

Deficiência de Ferro

O ferro é um componente de muitas enzimas que participam de reações químicas importantes através do organismo.
Ele também é um componente da hemoglobina, que permite aos eritrócitos transportar o oxigênio e distribuí-lo aos tecidos do corpo.

Os alimentos contêm dois tipos de ferro, o ferro ligado ao heme (encontrado principalmente nos produtos animais) e o ferro não ligado ao heme, (o qual representa mais de 85% do ferro da dieta média).

O ferro ligado ao heme é absorvido muito mais facilmente que o ferro não ligado ao heme. No entanto, a absorção do ferro não ligado ao heme aumenta quando ele é consumido com proteína animal e vitamina C.

A deficiência de ferro é a deficiência nutricional mais comum no mundo inteiro, produzindo anemia nos homens, nas mulheres e nas crianças. A hemorragia acarreta a perda de ferro do organismo, levando à uma deficiência que deve ser tratada com a suplementação do mesmo.

A deficiência de ferro também pode ser decorrente de uma dieta inadequada. Essa deficiência pode ocorrer durante a gravidez, pois a mãe deve prover uma grande quantidade de ferro ao feto em desenvolvimento.

Como as adolescentes encontram-se em fase de crescimento e começam a menstruar, elas apresentam o risco de desenvolver anemia ferropriva (por deficiência de ferro) quando seguem dietas que excluem a carne vermelha.

A anemia ocorre quando há uma exaustão das reservas de ferro do organismo.

Os sintomas incluem a palidez, as unhas em forma de colher (uma deformidade na qual as unhas tornam-se finas e côncavas), a fraqueza com comprometimento do desempenho muscular e alterações do comportamento cognitivo.

O diagnóstico da deficiência de ferro é estabelecido baseando-se nos sintomas e nos resultados dos exames de sangue que revelam a presença de uma anemia e concentração baixa de ferro e de ferritina, uma proteína que armazena o ferro.

A deficiência de ferro é tratada com doses elevadas desse mineral, uma vez ao dia, durante várias semanas.
O tratamento deve prosseguir até a normalização dos eritrócitos e das reservas de ferro.

 Deficiência de Zinco

O zinco encontra-se amplamente distribuído no corpo, pois é um componente de mais de cem enzimas, inclusive das responsáveis pela síntese do RNA e do DNA.

Os tecidos que possuem as maiores concentrações de zinco são os ossos, o fígado, a próstata e os testículos.

A concentração de zinco no sangue depende da quantidade de zinco presente na dieta.

A carne vermelha, o fígado, os ovos e os frutos do mar são fontes ricas de zinco, mas os cereais não são.

Os cereais integrais contêm substâncias (p.ex., fibras e fosfatos) que inibem a absorção do zinco.

A ingestão de argila, o que alguns indivíduos fazem habitualmente, inibe a absorção do zinco e causa a sua deficiência. A acrodermatite enteropática, um distúrbio hereditário no qual o zinco não pode ser absorvido, também causa deficiência desse mineral.

Fotos utilizadas sob licença Creative Commons: PG Palmer (AU), mheisel, subarcticmike, subarcticmike, dctim1, subarcticmike