Lesões esportivas… Lesão dos Músculos Posteriores da Coxa!

Escrito por

Uma lesão dos músculos posteriores da coxa (distensão do músculo femoral posterior, laceração dos músculos posteriores da coxa) é qualquer lesão dos músculos posteriores da coxa.

Os músculos posteriores da coxa, que endireitam o quadril e flexionam o joelho, são mais fracos que seu oponente, o músculo quadríceps da coxa.

Se os músculos posteriores da coxa não possuírem pelo menos 60% da força do quadríceps, este irá subjugá-los e acarretará uma lesão.

Uma lesão dos músculos posteriores da coxa geralmente causa dor súbita na região posterior da coxa quando esses músculos contraem de forma súbita e violenta.
O tratamento imediato inclui o repouso, a aplicação de gelo, a compressão e a elevação.

O indivíduo não deve correr ou saltar, mas pode realizar corridas no lugar, remar ou nadar – exceto se essas atividades causarem dor – enquanto o músculo cicatriza. Após o início da cicatrização, os exercícios de fortalecimento dos músculos posteriores da coxa ajudam a evitar a recorrência do quadro.

Fortalecimento dos Músculos Posteriores da Coxa

1. Prenda um peso de 2,5 kg ao pé do lado lesado e coloque-se em decúbito ventral sobre uma cama, com a parte baixa do corpo (da cintura para baixo) fora da cama e com os dedos dos pés tocando o chão.
Mantendo o joelho estendido, eleve e abaixe lentamente o membro inferior.
Realize três séries de dez em dias alternados.
À medida que a força for retornando, utilize pesos cada vez maiores.
Esse exercício fortalece principalmente a parte superior dos músculos do posteriores da coxa.

2. Prenda um peso de 2,5 kg ao pé do lado lesado.
Fique em pé, equilibrando-se sobre a outra perna.
Lentamente, eleve o pé com o peso em direção às nádegas, flexionado o joelho, e abaixe o pé na direção do chão, estendendo o joelho.
Realize três séries de dez em dias alternados.
À medida que a força for retornando, utilize pesos cada vez maiores.
Esse exercício fortalece principalmente a parte inferior dos músculos posteriores da coxa.

fonte: msd-brazil