Gastrite: Faça uma Alimentação Adequada

Escrito por

A gastrite é uma inflamação da mucosa (paredes) do estômago. Ela pode ter fundo nervoso, pode ser causada por maus hábitos alimentares, uso prolongado de alguns medicamentos ou mesmo por conta da bactéria H. Pylori.

A bactéria, presente em 70% da população brasileira, poderá ser detectada através de um exame de endoscopia e o tratamento será medicamentoso.

No entanto, no caso do estresse ou de uma alimentação desregrada, uma dieta específica para a gastrite poderá ser bastante eficiente.
A importância de seguir um plano alimentar cuidadoso poderá evitar que a inflamação evolua para uma úlcera ou mesmo para um câncer estomacal.

Basicamente, uma dieta para quem sofre de gastrite deverá ser composta de 80% de alimentos alcalinos. Alimentos ácidos não estão totalmente proibidos mas devem ser consumidos esporadicamente.

Alimentos que Aliviam a Gastrite

cháO primeiro segredo de alimentação para quem tem gastrite é sempre preferir alimentos de fácil digestão e cozidos.

Sempre que puder, substitua um legume cru por um que foi ao fogo. Também adicione o mínimo de gordura, mesmo que seja um tipo saudável como o azeite.

Entre os alimentos que aliviam a gastrite estão a banana, o arroz integral, quinoa, cenoura, pepino, abacate, salsa, ervilha, couve e semente de abóbora. O limão, surpreendentemente, é alimento alcalinizante e ajuda a aliviar as dores no estômago.

A couve possui ação cicatrizante e ajuda na recuperação das paredes do estômago, combatendo inflamações. Dê preferência aos sucos preparados no liquidificador com água de coco.

Outras folhas escuras proporciona benefícios semelhantes, como o espinafre, rúcula e brócolis. Aposte, ainda, no suco de aloe vera (babosa) disponível em lojas de produtos naturais.

Entre os chás, você pode contar com o de espinheira santa, antiinflamatória e cicatrizante. Os tradicionais hortelã, camomila ou alecrim, que acalmam o estômago e diminuem a produção de ácidos, também. Não adoce com açúcar.

A geleia real também está na lista de alimentos cicatrizantes, além de ser antibactericida. Uma colherinha de café em jejum já é o suficiente. Cúrcuma é um ótimo antídoto contra a gastrite.

Ao entrar em contato com a mucosa estomacal, a chia se transforma numa espécie de gel, ajudando a protegê-la dos ácidos. E como ocupa espaço, ajuda numa menor ingestão de outros alimentos – e quanto menos alimentos, menos ácidos o estômago produz, o que é ótimo.

Quando surgir uma crise mais incômoda, aumente a ingestão de água de coco e evite alimentos sólidos. Dê lugar a caldos e sopas de alimentos liberados.

Gastrite: Alimentos que Devem Ser Evitados

fast food hamburger batataSe você tem gastrite já deve estar cansado de saber que deve-se evitar alimentos que aumentam a acidez do estômago.

Mas ainda é surpreendente saber que doces, chocolates, açúcar refinado, café, chá preto, queijos, manteigas, bebidas alcoólicas, biscoitos, frituras e farinha de trigo branca estão nessa lista negra.

Alimentos gordurosos e frituras, por exemplo, exigem maior produção de ácidos estomacais, agravando ainda mais as inflamações na mucosa do órgão digestivo.

Farinha branca e açúcar tem a mesma ação que as gorduras: portanto substitua pelas versões integrais e light de bolos, massas e outros alimentos dessas famílias.

Derivados do leite e laticínios, além de conterem gorduras, possuem cálcio. Ele alcaliniza o estômago, obrigando-o a produzir mais ácidos.

E chama-se capsaicina o composto que confere paladar picante às pimentas: ela é a responsável pela queimação percebida no estômago depois de consumi-las. Evite esses e outros condimentos ardidos.

Temperos como cebola, alho e às vezes o tomate podem ter o mesmo efeito. Vinagre, picles e pimentão devem ser cortados.

E para muitos a má notícia é que café, refrigerantes e bebidas alcoólicas estão proibidas, pois todas elas possuem ação irritante no estômago. Água com gás deve ser substituída pela natural.

Outras Dicas para Controlar a Gastrite

dor barrigaAs orientações sobre alimentação devem ser pensadas em termos de novos hábitos alimentares incorporados, e não temporários: se voltar a se alimentar com os itens não recomendados, todos os sintomas indesejados voltarão.

Sempre que precisar adotar um medicamento, verifique com o seu médico se ele não prejudicará o seu estômago.
Se a sua gastrite tem fundo nervoso, o grande vilão é o estresse. Portanto, alivie a tensão com exercícios físicos, desde caminhadas à prática de ioga e artes marciais. Meditação também pode ser um ótimo aliado.

Coma fracionadamente, de modo que o estômago esteja constantemente ocupado e os ácidos estejam agindo sobre o alimento deglutido ao invés de na mucosa.

Substitua sucos industrializados pelos naturais e pelos chás permitidos.

E é claro que o cigarro só piora a gastrite: mais um motivo para parar de fumar!

Atenção: se a sua gastrite estiver se prolongando muito, consulte um gastroenterologista e faça exames mais detalhados.