Tratamento da água… o Cloro e sua utilidade !

Escrito por

- Tratamento da Água
A água distribuída pelos Sistemas Públicos de abastecimento deve respeitar as Normas Internacionais e/ou Nacionais sobre potabilidade.

No Brasil devem respeitar a Portaria nº 36 de 19.01.1999 do Ministério da Saúde.

Se você tiver dúvida quanto a qualidade da água, contate a Companhia de Saneamento local ou Órgãos responsáveis pela Saúde Pública.

 

- Transforme Água não Tratada em Água Potável

Deve-se fazer a desinfecção da água em locais não abastecidos por Sistema Público de Abastecimento de Água.

 

- Água para consumo humano

Sempre filtre e ferva a água antes de beber. Isso elimina vírus, bactérias ou parasitas que podem causar doenças.

IMPORTANTE:
Se você, algum familiar ou amigo apresentar 3 ou mais episódios de diarréia em um intervalo de 24 horas, procure atendimento médico.

Caso duas ou mais pessoas apresentem diarréia, náusea, vômito e dor abdominal depois de comer e beber alimentos da mesma origem, isso pode ser um surto.

 

- Desinfecção de Águas de Fontes (Água Límpida)

Para quem usa caixa d’água, encher e adicionar 5 colheres de sopa de Água Sanitária para cada 1000 litros de água.

Após 30 minutos a água poderá ser consumida.

Para quantidades menores colocar 1 colher de chá de Água Sanitária para cada 20 litros de água.

Misturar bem e, após 30 minutos, esta água poderá se consumida.

Caso seja para apenas um litro d’água adicione 2 gotas de Água Sanitária.
Misturar bem e, após 30 minutos, estaágua poderá se consumida.

 

- Desinfecção de Águas Correntes (Turvas)

Caso haja consumo de água diretamente de nascentes, poços ou rios que não estejam límpidos sugere-se primeiramente filtrar esta água e em seguida colocar 1 colher de chá de Água Sanitária para cada 20 litros de água.

Misturar bem e, após 30 minutos, esta água poderá se consumida.

Faça limpeza e desinfecção freqüente de seu filtro (15 em 15 dias), utilizando água e Água Sanitária.

 

- Desinfecção de Águas Correntes de Fontes (Águas Límpidas)

É necessário um dispositivo dosador, conhecido como “pinga-pinga”, que pode ser construído usando 1 bombona (garrafão plástico) com capacidade de 50 litros e com 1 torneira plástica na sua base (dosador).

Sob a supervisão de um técnico habilitado, coloque 45 litros de água e 5 litros de Hipoclorito de Sódio ou 25 litros de água com 25 litros de Água Sanitária.

A solução obtida em torno de 1% de cloro ativo é denominada solução clorada e ficará pingando na nascente da água.

A quantidade de cloro que deve permanecer na água até a sua utilização final é conhecida como “cloro residual” e deve ser controlada para ficar numa concentração de 0,2 a 0,5 ppm (parte por milhão).

Para verificar se a concentração do cloro está compatível como desejado, deve-se escolher a torneira mais distante da nascente (dentro das residências) e aplicar o método simplificado de controle.

Feito isso, abrir ou fechar mais o dosador (pinga-pinga) até atingir o teor de cloro residual desejado.

Fotos utilizadas sob licença Creative Commons: jennifer*clare