Sustentabilidade Também É Um Modo de Viver

Escrito por

 

Fechamos nossa série sobre casa sustentável com uma mensagem importante que vale para todos nós: sustentabilidade é um estilo de vida.

Adote essas ideias:

Reciclagem e Composteira

Seu lixo quem cria é você. Ele não é somente um problema de estado, ele é responsabilidade de cada um.

reciclagem

Primeiro, resíduo não é lixo: identifique-o e crie ao menos dois recipientes para lixo orgânico e reciclável, que poderá ser aproveitado em centros de reciclagem.

Só de fazer isso você já livrou a natureza e a humanidade de um grande passivo!

Já o lixo orgânico também não é lixo: ali existem fibras, proteínas e um monte de maravilhas que rapidamente podem se tranformar na mais rica das terras para se plantar.

Alquimia? Mais ou menos: compostagem.

Se tiver um grande jardim ou quintal, com muitas podas, reserve uma área maior e, mesmo se tiver pouco espaço, invista na ideia, pois é possível ter uma composteira até em um pequeno apartamento.

Atitude e Postura durante a obra da casa

Um dos três valores que definem o que é e o que não é sustentável é o bem estar social, e isso muito tem a ver com a comunidade na qual estamos inseridos, ou seja, nossa vizinhança.

Quando construímos inevitavelmente causamos incômodos como sujeira e barulho, e não raro, quando uma pessoa muda para sua nova casa, não entende por que os vizinhos estão com a cara tão fechada.

É certo que existe um nível de tolerância entre os vizinhos, que compreendem que você está investindo e quer viver naquela região;  mas devemos ser cuidadosos para não ultrapassar esses limites.

Não deixe materiais de construção na calçada

Em geral sua obra “enfeia” a rua e são os vizinhos que terão que conviver com aquele impacto visual até que você se mude para a casa já bonitinha.
Não deixe materiais de construção nas calçadas.

Coloque tapumes de forma organizada

tapume
 
Se possível coloque tapumes de forma organizada, e não despencando de qualquer jeito.

Se a obra vai durar muito tempo, um bom investimento é utilizar tapumes coloridos ou mesmo com belos grafites. Se você quiser arrasar no carisma, utilize tapumes verdes.

Respeite os horários do barulho da obra

Quando utilizar ferramentas e equipamentos ruidosos, comunique, pessoalmente ou por escrito, por quanto tempo continuará aquele ruído.

Desnecessário dizer para que se respeite os limites permitidos de decibéis e os horários em que se pode emitir esses ruídos.

Mais correto é conversar com a vizinhança e verificar se existem bebês, idosos, doentes, estudantes, profissionais que trabalham ali e tentar encontrar horários que não os incomode tanto.

Vale a pena investir em mecanismos de isolamento acústico.

Busque ser harmonico com a vizinhança

Preste a atenção no estilo de vida da sua rua, se ela possui um estilo arquitetônico a ser seguido.

Se é necessário ter medidas de segurança extra ou se isso parece uma atitude hostil; se o acionamento de portões eletrônicos ou outros motores não causará vibrações nas construções próximas…

 

As pessoas que ali viviam antes de você, de uma forma ou de outra, estavam vivendo em equilíbrio.

Por mais que você não queira uma relação expansiva com seus vizinhos, não dê a eles a impressão que você não se importa com nada que vá além do seu quintal.