Proteja sua Casa da Maresia

Escrito por

Sonho de muitos durante as férias – e realidade para boa parte da população que vive em cidades costeiras -, ter um imóvel perto do mar exige cuidados especiais para evitar que a maresia corroa estruturas, móveis e objetos. Saiba como proteger sua casa.

A salinidade, unida à umidade, é capaz de oxidar partes metálicas importantes da construção, como pregos, vigas, fechaduras, dobradiças, esquadrias… sem contar com cadeiras, mesas, objetos…

Até mesmo a madeira poderá se degradar, caso não seja da espécie correta e com tratamento adequado.

Evitando a Corrosão por Maresia: Materiais Especiais

casa de praia salaNa hora de construir ou reformar um imóvel localizado em regiões oceânicas, a grande dica é usar e abusar do vidro, do plástico, do acrílico e do alumínio.

Eles são capazes de substituir muitas estruturas e objetos feitos de metais corrosivos e madeiras simples.

Fuja sempre de peças e materiais de ferro: no lugar delas, use latão ou aço puro (fechaduras, puxadores, dobradiças) ou, no caso de parafusos e pregos, aço inoxidável.

Para manutenção, use um spray lubrificante semanalmente. Se detalhes da casa forem inevitavelmente de ferro, como portas, janelas e portões, você poderá pintá-los com tintas antiferrugem, verniz ou filme poliuretano. Dê três demãos no mínimo.

Na hora de revestir o chão, considere os pisos de pedra, cerâmica, porcelanato ou piso epóxi.

Por conta de seu estilo rústico, a madeira é um material em alta na construção e decoração de casas de praia; no entanto, prefira as de maçaranduba e ipê.

casa de praia 1Mesmo assim, invista num processo selante à base de Polistem, um verniz impregnante que torna a madeira ainda mais resistente à maresia e umidade. Faça a manutenção com óleo de peroba, constantemente.

Se as partes de madeira ficarem em constante exposição ao sol, como é o caso de cercas, portões e decks, complete a proteção com verniz naval.

Uma alternativa à madeira natural é a imitação feita de PVC ou cerâmica: elas são muito utilizadas para decks, são duráveis, não apresentam farpas, não abrigam cupins e resistem não só à maresia como a qualquer intempérie.

Se a maresia é forte, nem as paredes ficam de fora: elas podem acabar manchadas com marcas de fungos, mofo e desgaste da pintura, que pode rachar e descamar. Portanto procure tintas especiais para umidade, com fungicida, que oferecem selamento contra todas essas ameaças e ainda previne o desbotamento das cores.

Nas paredes externas, aplique um verniz uma vez por ano: isso evitará que a porosidade do concreto leve gotículas salinizadas às estruturas metálicas internas, enferrujando-as e rachando o concreto.

Na hora de forrar móveis e providenciar cortinas, procure o tecido Sunbrella, bem resistente à umidade e ao desbotamento. Fibras em poliéster também são uma boa opção.

E se você é fã de plantas, escolha as espécies que melhor se adaptam a ambientes de praia e resistem bem às temperaturas altas e à maresia: palmeiras, coqueiros, hibiscoscactos, suculentas, iucas, alpíneas, babosa e sisal são perfeitas para essas condições.

Evitando Ferrugem em Superfícies, Móveis e Objetos

Fogões, geladeiras, aparelhos de telefones convencionais, máquinas de lavar roupa e outros equipamentos domésticos e eletrônicos podem sofrer com a maresia, mesmo que apenas seus motores e sistemas.

Uma das saídas é lixacasa de praia 2r levemente as partes atingidas, só até eliminar o ferrugem. Se a parte for pequena, passe um esmalte de unha transparente por cima em seguida.

Aparelhos eletrônicos que couberem em armários com portas de vidro devem ser guardados ali, já que o material protege melhor contra a maresia. Isso vale para computadores, que também devem ficar sempre guardado dentro de mochilas ou capas especiais.

Se você não tiver um armário assim, embrulhe os aparelhos em plástico com fechamento hermético.

Você também deve cogitar cobrir seus eletrodomésticos com um tecido chamado “olhado”, felpudo por dentro e impermeável por fora. Ele é um ótimo isolante de umidade.

Frestas de portas e janelas podem ser vedados, para evitar a entrada da salinidade.