Pisos de madeira e assoalhos, quais são as madeiras ideais!

Escrito por

Pisos de madeira

As madeiras destinadas a pisos de tacos ou assoalhos devem ser convenientemente secas, por exposição ao ar ou por processo acelerado em estufas adequadas.

Os teores de umidade, situados entre 6% a 14%, são satisfatórios. Dentro desses limites, as peças de madeiras são consideradas próprias para pisos.

A madeira é um material higroscópico, ou seja, seu volume varia em função da temperatura e umidade do local. Pequenas variações nas dimensões (LXCXE) das peças ocorrem normalmente.

A variedade nos tons e veios de um mesmo tipo de madeira não é defeito e sim uma de suas características mais marcantes, o que a torna um revestimento nobre e inimitável.
Pela sua natureza, nunca haverão peças da mesma madeira com tons e veios absolutamente iguais.

A existência de peças curtas não é um defeito em madeira. Na fabricação não escolhemos se as tábuas deverão ser longas ou curtas.
Seu comprimento é determinado em função da retirada maior ou menor de defeitos naturais durante a sua fabricação.
Após a colocação do piso as eventuais emendas em tábuas passam despercebidas.

Após a instalação é comum uma pequena movimentação das peças, provocando abertura de frestas e um pequeno desnível que pode ser corrigido na calafetação.

Ao receber a madeira em sua obra, estoque-a de maneira uniforme em local coberto, seco, arejado e sem insolação direta, de preferência no local de sua futura instalação.
Madeiras mais moles, em geral as mais claras, amassam com mais facilidade. Evite impactos pontiagudos.

Madeiras ideais para os assoalhos

Para assoalhos as madeiras ideais a serem utilizadas são:

Ipê, Jatobá, Maçaranduba, Sucupira, Grápia e Cumaru.

São espécies de alta massa específica e dureza , que proporciona maior resistência a impactos, não deixando marcas no assoalho.

Pisos de madeira - Como fazer:

Pisos de madeira assoalho

Pisos de madeira assoalho

Orientamos que a instalação do piso de madeira seja feita na fase final da obra, o ambiente deve estar devidamente protegido da ação atmosférica, janelas com vidros , portas instaladas para a proteção contra a incidência de sol ou chuva .

Verificar também se não há indícios de infiltrações pelo contrapiso ou paredes.

A pintura das paredes deverá ser providenciada após a instalação.

O contrapiso deverá ser feito com cimento e areia média lavada, na proporção de 3×1 (três de areia x por um de cimento), respeitando as recomendações seguintes:

- deixá-lo o mais nivelado possível não necessitando ser áspero;
- não deverá ser queimado;
- não poderá ter partes ocas ou soltas e alinhadas nas extremidades das paredes.

Desta forma estará apto para instalação de: assoalhos, tacos, parquets, carpetes, laminados, Paviflex, etc.

No caso de barrotes ou granzepes (peça de madeira usada para fixação de assoalhos, chumbada rente ao contrapiso com formato trapezoidal e com comprimento linear), deve-se proceder da seguinte forma:
Chumbar com espaçamento máximo entre de 35 cm entre si, perfeitamente alinhados, nivelados e os espaços, preencher com a massa anteriormente descrita.

Quando o pavimento for térreo ou sujeito a infiltrações, deve ser feita impermeabilização do contrapiso com produtos de boa qualidade.

pisos madeira -sala de estar

pisos madeira

 fonte:. Madeiras Pinheiro