Luminárias no jardim! Iluminar é valorizar o ambiente.

Escrito por

Dúvida: 

Tenho varias luminárias ( refletores) enterradas no jardim.

As lampadas estão sempre queimando e oxidando, verifiquei que a alimentação é feita por cabos flexiveis enterrados diretamente na terra sem estarem tubulados.

Existe algum tipo de conector para luminaria e cabo a prova dágua?

O problema é muito complexo e também sério, pois com cabos flexíveis para alimentação de luminárias (refletores) no jardim, estando os mesmos enterrados, pode facilmente provocar um curto circuito e um incêndio.

Há a necessidade de um disjuntor termomagnético previamente calculado e instalado para a proteção do circuito.

Outra fonte de problemas também pode ser uma fuga de corrente acentuada, provocando uma queda de tensão e ficando as lâmpadas com pouca luminosidade ou piscando constantemente e causando um aumento na sua conta de energia.

Para iluminação externa use cabos rígidos

Antes de tudo, você deve providenciar a instalação de eletro dutos roscáveis e fabricados em PVC, e caixas de derivação ou inspeção (para emendas intermediárias).

Tudo devidamente isoladas para evitar a entrada de água (com orings de borracha de vedação na tampa aparafusada) facilmente encontrada no mercado de material elétrico.

Todas as conexões nos eletrodutos devem ser com vedante Teflon e um pouco de adesivo para junta de motores (aquele na cor marrom).

Dicas para fiações de exterior

Os cabos condutores devem ser preferencialmente do tipo PP, com isolação dupla, também para evitar a oxidação provocada pela umidade local.

Nas caixas onde serão efetuadas as emendas, estas devem ser isoladas com fita isolante de boa qualidade (a Fita isolante de Auto Fusão é uma ótima alternativa) e se possível conter pacotinhos de sílica gel desumidificadores.

Atenção: Os condutores do cabo tipo PP devem se compatíveis com a soma das potências em Watts das Lâmpadas.

Veja tabela a seguir:

- Cabo condutor de 1,5 mm² suporta corrente de até 15,5 ampères sem aquecer.
– Cabo Condutor de 2,5 mm² suporta corrente de até 21,0 ampères sem aquecer.
– Cabo condutor de 4,0 mm2 suporta corrente de até 28,0 ampères sem aquecer.

Para saber qual o cabo condutor adequado, deve-se dividir a potência das lâmpadas ligadas no mesmo condutor pela tensão em volts utilizada para alimenta-las,
Esse cálculo está especificado na Lei de OHM/Watt.

Damos exemplos de cálculos em nosso artigo sobre Cálculo de Bitola e também no artigo sobre bitola do aterramento .

O resultado encontrado é a corrente em ampères das lâmpadas e determina o cabo condutor a ser utilizado.

Instalação de luminária de exterior

Quanto aos refletores, você disse que estão enterrados no jardim, mas não especificou se são os próprios refletores ou simplesmente a sua base de sustentação que estão enterrados.

A queima das lâmpadas ocorre como você mesmo disse, pela oxidação permanente devido à umidade.

Então você deve substituir os receptáculos onde são atarraxadas as lâmpadas, por outros de cerâmica e latão puro na parte roscável, que são um pouquinho mais caro, mas que compensa devido a sua maior durabilidade.

Se possível, faça uma leve passada de graxa no interior dos receptáculos, antes de atarraxar as lâmpadas, e é claro com o sistema desligado para não ocorrer choques desnecessários.

Para o jardim prefira iluminação com Leds

Caso o orçamento seja muito elevado, posso também sugerir a substituição dos refletores por luminárias de LEDS, que estão tendo uma boa aceitação geral.

Veja o exemplo :

Luminária de Leds para fixação direta no gramado do jardim ou outro local.

Não usa energia elétrica, é um produto ecológico, respeita o meio ambiente, pois utiliza a luz solar para carregar as baterias durante o dia para a iluminação à noite.

Ao escurecer a luminária é acesa automaticamente e desliga no amanhecer.

Não utiliza fios, além de ser uma linda decoração, é um item de segurança, pois poderá manter seu quintal ou jardim sempre semi-iluminados.

led-jardimPara um melhor desempenho deve-se colocar a luminária em local com muita iluminação, pois mesmo em dias nublados as baterias são carregadas.

Algumas destas luminárias, como a da foto, são feitas em aço inox e trabalham com placas solares.

Como você pode ver, existem variáveis que podem ser utilizadas como substituição as luminárias convencionais.

Assim, basta você analisar criteriosamente e decidir o que pode ser feito de melhor, com segurança, estilo diferenciado e um orçamento aceitável.

Fotos utilizadas sob licença Creative Commons: Paddy's D90s