LAMPADAS LED – o que são? Diferenças e vantagens.

Escrito por

Diodo Emissor de Luz …

As lâmpadas LED (Light Emitting Diode, ou Diodo Emissor de Luz) proporcionam até 80% de economia de energia em comparação com as soluções de iluminação tradicionais e requerem o mínimo de manutenção devido à vida útil extremamente longa.

A vida útil é muito superior as suas equivalentes incandescentes ou fluorescentes.

Para completar, possuem a garantia de um desempenho de iluminação excelente e confiável devido a mais moderna tecnologia empregada.

Qualidades e diferenças

Vantagens :
Custos de manutenção reduzidos. Em função de sua longa vida útil, a manutenção é bem menor, representando menores custos.

Lampadas LED

• Eficiência:
Apresentam maior eficiência que as Lâmpadas incandescnetes e halógenas e, hoje, muito próximo da eficiência das fluorescentes ( em torno de 50 lumens / Watt ) mas este número tende a aumentar no futuro.

• Baixa voltagem de operação:
Não representa perigo para o instalador.

• Resistência a impactos e vibrações: Utiliza tecnologia de estado sólido, portanto, sem filamentos, vidros, etc, aumentando a sua robustez.

• Controle dinâmico da cor:
Com a utilização adequada, pode-se obter um espectro variado de cores, incluindo várias tonalidades de branco, permitindo um ajuste perfeito da temperatura de cor desejada.

• Acionamento instantâneo:
Tem acionamento instantâneo, mesmo quando está operando em temperaturas baixas.

• Controle de Intensidade variável:
Seu fluxo luminoso é variável em função da variação da corrente elétrica aplicada a ele, possibilitando, com isto, um ajuste preciso da intensidade de luz da luminária.

• Cores vivas e saturadas sem filtros:
Emite comprimento de onda monocromático, que significa emissão de luz na cor certa, ( veja espectro de cores ) tornando-a mais viva e saturada.
Os LEDs coloridos dispensam a utilização de filtros que causam perda de intensidade e provocam uma alteração na cor, principalmente em luminárias externas, em função da ação da radiação ultravioleta do sol

• Luz direta, aumento da eficiência do sistema:
Apesar de ainda não ser a fonte luminosa mais eficiente, pode-se obter luminárias com alta eficiência, em função da possibilidade de direcionamento da luz emitida pelo LED.

• Ecologicamente correto:
Não utiliza mercúrio ou qualquer outro elemento que cause dano à natureza.

• Ausência de ultravioleta:
Não emitem radiação ultravioleta sendo ideais para aplicações onde este tipo de radiação é indesejada.
Ex.: Quadros – obras de arte etc…

• Ausência de infravermelho:
Também não emitem radiação infravermelho, fazendo com que o feixe luminoso seja frio.

Com tecnologia adequada
P.W.M, é possível a dimerização entre 0% e 100% de sua intensidade, e utilizando-se Controladores Colormix Microprocessados, obtém-se novas cores, oriundas das misturas das cores básicas.

Que são: branco, azul, verde, azul, verd, amarelo, vermelho.

Ao contrário das lâmpadas fluorescentes
que tem um maior desgaste da sua vida útil no momento em que são ligadas, nos LEDs é possível o acendimento e apagamento rapidamente possibilitando o efeito “flash”, sem detrimento da vida útil.

Maior vida útil:
Dependendo da aplicação, a vida útil do equipamento é longa, sem necessidade de troca.
Considera-se como vida útil uma manutenção mínima de luz igual a 70%, após 50.000 horas de uso.

Fotos utilizadas sob licença Creative Commons: C.P.Storm