Algumas dúvidas sobre como trabalham as lampadas Fluorescentes!

Escrito por

Algumas dúvidas comuns sobre lâmpadas fluorescentes!

 

É vantagem deixar uma fluorescente acesa o tempo todo, ou quando sairmos do ambiente temos que apagá-la?

Como vimos acima, a fluorescente, sendo uma lâmpada de descarga, tem sua vida média dimensionada para oito acendimento diários e, a cada acendimento a mais, terá sua vida diminuída e, contrário senso, a cada acendimento a menos, aumentará sua vida útil proporcionalmente.

Assim, recomenda-se que quando sairmos do ambiente por tempo superior a 15 minutos devemos apagar a luz e, quando não ultrapassar esse tempo, é mais econômico deixá-la ligada.

É possível de se dimmerizar as lâmpadas fluorescentes ?

Sim.

Neste caso os “dimmers” para lâmpadas incandescentes e halógenas não são os indicados.
Para este tipo de operação são necessários “dimmers” específicos e reatores eletrônicos “dimmerizáveis” que possuem uma entrada de controle específica para variar a luminosidade do sistema.
Este tipo de entrada trabalho com uma interface de 1..10V.

Qual o dimmer indicado para utilização com lâmpadas fluorescentes?

Neste caso, é necessária a utilização de reatores dimmerizáveis (OSRAM QUICKTRONIC® DIM) que possuem uma entrada auxiliar de controle por onde é realizada a dimmerização.

Neste caso, trata-se de um sinal de 1..10V, que pode ser acionado através do dimmer MCU.

Quando compro uma lâmpada fluorescente, que tem vida média útil de 7.500 horas. Caso queime com 5.000 horas, posso pedir que seja trocada por uma nova, por ter durado menos que o indicado?

Neste caso não há o direito de troca, pois o conceito de vida média pressupõe que o produto durará em média 7.500 horas, podendo algumas lâmpadas queimarem com 5.000 horas de uso e outras com 11.000 horas e ainda outras com 7.000 horas, ou seja, na média durará por volta de 7.500 horas.

video: as lâmpadas fluorescentes