Gabião no Projeto da Casa

Escrito por

O gabião é uma estrutura metálica recheada de pedras, formando uma espécie de gaiola cúbica como um muro de arrimo. Ele possui diferentes funções em projetos de engenharia e arquitetura.

Também conhecidos como cestões, gabiões podem funcionar como barreiras de contenção, estabilizador de taludes, muros de arrimo por gravidade e quebra-mares. Por conta de suas propriedades drenantes, também estão presentes em projetos hidráulicos.

Os gabiões estão em alta na arquitetura: em fachadas, fontes, escadarias e paisagismo. Saiba mais a seguir.

Estrutura dos Gabiões

gabiao-deck

Gabião de contenção em área externa de residência

Um gabião é composto por ligas de aço recicláveis, em torções duplas que formam uma espécie de tela hexagonal. Essa “malha” flexível abriga seixos ou pedras britadas.

Eles podem ser de três tipos diferentes: caixa, colchão e saco.

O gabião tipo caixa se assemelha a um prisma retangular. Possui uma espécie de tampa com divisões internas conhecidas como células.

É o preferido para a construção de muros de contenção, de barragem ou canalizações.

O tipo colchão é maior e mais achatado: amplo em comprimento e largura mas com pouca altura. A tampa vem em separado.

Em geral são empregados em revestimentos para canais, barragens de terra e escadas dissipadoras. Também controlam a carga hidráulica num curso d´água, evitando fendas na terra por conta de chuvas fortes ou erosões em geral.

O gabião saco é cilíndrico, empregado em encostas como rede de proteção e em leitos de rios como assentamento. Também pode servir como a própria fundação de estruturas de gabião e em obras emergenciais.

Pedras para Gabião

muro-gabiao

Gabião colchão como muro de casa

Não é qualquer pedra que pode formar um bom gabião. Elas possuem implicações estéticas e funcionais.

Como vimos, as pedras devem ser roladas ou britadas (tipo rachão), em pedaços duros e de dificílima fragmentação. Elas devem, naturalmente, ser maiores que os vãos da tela, para que não corram o risco de saírem por ali e desestruturar o gabião.

As mais utilizadas são calcário, granito, basalto e seixos. Arenito, capa de pedreiras, rochas em decomposição e moledos estão proibidos.

Por serem mais permeáveis, as rochas adequadas possuem efeito drenante, diminuindo as chances de erosão interna. A vegetação também cresce com mais facilidade sobre elas, o que é ótimo para o paisagismo.

Na construção seca, essas pedras permitem a formação de estruturas monolíticas prontas para serem utilizadas. Elas são facilmente encontradas localmente.

Propriedades Ecológicas dos Gabiões

contencao-gabiao

Muro de gabião ajuda a drenar jardins

Até mesmo alguns tipos de entulho (os de longa duração) podem substituir as pedras, reutilizando aquilo que ficaria por muitos e muitos anos em aterros sanitários.

O efeito drenante do gabião ajuda na estabilização do solo e favorece o crescimento da vegetação local.

São resistentes a esforços e não se deformam. Isso é altamente econômico. Sua manutenção é simples e não envolve processos químicos agressivos.

O teor de carbono de sua malha de aço é pequena e pode ser recozida e galvanizada, evitando que enferruje.