Fusivel queimado… como substituir?

Escrito por

 

 

Em caso da queima dos fusíveis, deve-se proceder a substituição com extrema cautela, pois pode haver a incidência de choque por um contato acidental na base, principalmente se acontecer durante a noite.

Pois esses fusíveis são utilizados para a proteção elétrica residencial, onde normalmente não existe balanceamento da rede em circuitos distintos (rede elétrica antiga).

Torna-se necessário usar uma lanterna para iluminar o local onde se situa a chave geral de fusíveis (caso a troca seja em plena noite), e assim efetuar a substituição do fusível queimado.

Atenção:

Antes da troca do fusível é aconselhável identificar o motivo que provocou a queima do fusível, que é normalmente um pequeno curto circuito.

Se fizer a troca do fusível sem remover a causa de sua queima, pode haver nova queima do fusível novo ao ser colocado na base.

Portanto devem-se tomar medidas preventivas para não haver queima de fusível tais como:

A- Verificação periódica da fiação tais como: isolação mal feita, fios descascados em que aparece o cobre visualmente podendo a qualquer hora entrar em curto, etc. etc.

B- Caixas de derivação abertas e expostas a água (chuva ou locais úmidos próximos a torneiras)

C- Fiação exposta e no chão: as extensões e as famosas “Gambiarras”

Troque sempre o fusivel queimado por outro da MESMA CAPACIDADE, nem mais, nem menos!

Como melhorar o sistema?

“O ideal seria efetuar a troca da base e fusíveis pelos ‘DISJUNTORES TERMOMAGNÉTICOS”, conforme a norma NBR 5410, que foi validada a partir de 29/12/1997, em que torna obrigatório o uso deste dispositivo de proteção nos circuitos elétricos residenciais e outros, quando forem instalados por empresas de construção e manutenção.

Não esquecendo também a obrigatoriedade da instalação do Disjunto DR, para proteção de choques acidentais em pessoas, previsto na mesma NBR 5410 e Lei 8078/90, artigo 39.
Ele deve ser instalado após o disjuntor termomagnético geral.

Nele também é conectado o condutor neutro.

Ao contrário da antiga chave ou base de fusível Rolha ou Cartucho que utilizavam dois fusíveis, sendo um para a fase e outro para o neutro.

Já o DISJUNTOR TERMOMAGNÉTICO, é instalado somente para cortar a fase, estando o neutro conectado direto à rede elétrica interna conforme os diagramas a seguir: