A bomba d’água…como escolher?

Escrito por

Como escolher?

A escolha do melhor sistema de bombeamento de um poço artesiano depende da análise de vários fatores, onde se incluem: o diâmetro e a profundidade do poço, a profundidade do nível de água e seu rebaixamento, a capacidade e duração do bombeamento, a qualidade da água, os custos iniciais e de manutenção, e a potência requerida.

Sempre consulte um técnico para escolher a bomba de acordo com sua necessidade. Como veremos adiante, a escolha não é tão simples como possa parecer.

Tem que ser considerado: altura, distância, bitola do cano, freqüência de uso, qualidade da água, capacidade da rede elétrica, etc.

 

Qual será a Bomba adequada?

A preservação da qualidade da água e a vida útil de um poço estão diretamente relacionadas, a escolha da bomba adequada.
Dentre os principais tipos de equipamentos, destacam-se:

 

BOMBA SUBMERSA (bomba sapo):
é o tipo ideal e de maior rendimento para poços de qualquer profundidade.
O conjunto moto-bomba é instalado dentro do poço, submerso em alguns metros abaixo do nível dinâmico, funciona silenciosamente e requer pouquíssima manutenção quando bem especificado e corretamente instalado.

 

BOMBA INJETORA:
é uma bomba centrífuga horizontal convencional com um dispositivo (ejetor ou injetor) instalado nas tubulações de sucção e de retorno, submerso no poço.

Apresenta baixo rendimento e conseqüente maior custo operacional devido ao fato de utilizar motores elétricos de maior potência do que uma bomba submersa de igual vazão e pressão.

 

BOMBA CENTRÍFUGA:

Bombas Centrífugas são bombas hidráulicas que têm como princípio de funcionamento a força centrífuga através de palhetas e impulsores que giram no interior de uma carcaça estanque, jogando líquido do centro para a periferia do conjunto girante.

A Bomba centrífuga é o equipamento mais utilizado para bombear líquidos no saneamento básico, na irrigação de lavouras, nos edifícios residenciais, na indústria em geral, transferindo líquidos de um local para outro.

Tem grande limitação devido ao fato de que sua utilização somente é possível em poços onde o nível dinâmico (inferior) não ultrapasse a profundidade de aproximadamente 8 metros, no máximo.

 

COMPRESSOR DE AR (AIR-LIFT):
Tem um funcionamento prático e simples. Trabalha na superfície, com motor elétrico ou diesel, tendo em sua instalação dois tubos até o fundo do poço, sendo um tubo para recalque da água e o outro de menor diâmetro para injeção de ar.

É o ideal para poços onde exista grande volume de areia misturada a água ou com tendência a acumular sedimentos e também para locais com indisponibilidade de energia elétrica, devido à possibilidade do uso de motores diesel.

De negativo registramos o alto nível de ruído e o baixo rendimento, requerendo motores de maior potência que as bombas do tipo submersas.

fonte: Hidrovector.com.br