ESCADAS em CONCRETO ARMADO… como construir?

Escrito por

Escadas armadas em cruz…

Os esforços são calculados utilizando-se tabelas para ações verticais e considerando-se os vãos medidos na horizontal. Este tipo de escada está ilustrado na Figura 10.
Para o dimensionamento, na direção transversal, pode-se utilizar a altura h1 no cálculo da armadura mínima.

Já na direção longitudinal utiliza-se a altura h.

O cálculo das vigas horizontais não apresenta novidades.

Nas vigas inclinadas, as ações são admitidas verticais por metro de projeção horizontal e os vãos são medidos na horizontal.

Escadas com patamar

Para este tipo de escada, são possíveis várias disposições conforme mostra a Figura 11.

O cálculo consiste em se considerar a laje como simplesmente apoiada, lembrando que a ação atuante no patamar em geral é diferente daquela atuante na escada propriamente dita.

Nos casos (a) e (b), dependendo das condições de extremidade, o funcionamento real da estrutura pode ser melhor interpretado com o cálculo detalhado.

Considerando-se o cálculo do engenmheiro (escada simplesmente apoiada), devese tomar muito cuidado no detalhamento da armadura positiva.

A armadura mostrada na Figura 13a tenderá a se retificar, saltando para fora da massa de concreto que, nessa região, tem apenas a espessura do cobrimento.
Para que isso não aconteça, tem-se o detalhamento correto ilustrado na Figura 13b.

Escadas em balanço…

Neste tipo de escada, uma de suas extremidades é engastada e a outra é livre.

Na Figura 14, o engastamento da escada se faz na viga lateral V.

O cálculo da laje é bastante simples, sendo armada em uma única direção, com barras principais superiores (armadura negativa).

No dimensionamento da viga, deve-se considerar o cálculo à flexão e à torção. Este último esforço deverá ser absorvido por pilares ou por vigas ortogonais.

Na Figura 15, os espelhos dos degraus trabalham como vigas engastadas na viga lateral, recebendo as ações verticais provenientes dos degraus, dadas por unidade de projeção horizontal.

Já os elementos horizontais (passos) são dimensionados como lajes, geralmente utilizando-se uma armadura construtiva.

Escadas em viga reta, com degraus em balanço

Os degraus são isolados e se engastam em vigas, que podem ocupar posição central ou lateral (Figura 16).

Mesmo no caso da viga ocupar posição central, deve-se considerar a possibilidade de carregamento assimétrico ocasionando torção na viga, com ações variáveis (q e Q) atuando só de um lado .

Os degraus são armados como pequenas vigas, sendo interessante, devidoà sua pequena largura, a utilização de estribos. Detalhes típicos são mostrados na Figura 17.

Para estes casos, a prática demonstra que é interessante adotar dimensões mais robustas que as mínimas estaticamente determinadas.
A leveza deste tipo de escada pode ser responsável por problemas de vibração na estrutura.
Os degraus podem também ser engastados em uma coluna, que, neste caso, estará sujeita a flexão composta.

fonte: Universidade de São Paulo – E.E. de São Carlos – Depto. Engenharia de Estruturas
José Luiz Pinheiro Melges, Libânio Miranda Pinheiro, José Samuel Giongo