Fossa e Sumidouro. Como funcionam as fossas sépticas?

Escrito por

 

Fossa e Sumidouro …

As fossas sépticas, uma benfeitoria complementar às moradias .
São fundamentais no combate à doenças, verminoses e endemias, pois evitam o lançamento dos dejetos humanos diretamente em rios, lagos ou mesmo na superfície do solo.

Esse tipo de fossa nada mais é do que um tanque enterrado, que recebe os esgotos (dejetos e águas servidas), retém a parte sólida e inicia o processo biológico de purificação da parte líquida (efluente).
Mas é preciso que esses efluentes sejam infiltrados no solo para completar o processo biológico de purificação e eliminar os riscos de contaminação.

As fossa sépticas não devem ficar muito perto das moradias (par evitar mau cheiro) nem muito longe (para evitar tubulações muito longas, que são mais caras e exigem fossa mais profundas, devido ao caimento da tubulação).

Elas devem ser construídas do lado do banheiro, para evitar curvas nas canalizações.

Também devem ficar num nível mais baixo do terreno e longe de poços ou de qualquer outra fonte de captação de água (no mínimo, a 30m de distância), para evitar contaminações, no caso de um eventual vazamento.

O tanque séptico, mais conhecido como fossa séptica, vem sendo utilizado há pouco mais de 100 anos. Foi a primeira unidade inventada para o tratamento de esgotos e até hoje é a mais extensivamente empregada.

A manutenção e limpeza das fossas sépticas é feita por empresas de desentupimento.

Ilustração do sistema de fossa e sumidouro

Veja as ilustrações para ter uma ideia mais precisa do trabalho de implantação de um sistema de fossa e sumidouro…

 Características técnicas do tanque ou fossa séptica

A digestão anaeróbia representa um sistema ecológico delicadamente balanceado, onde cada microrganismo tem uma função essencial.

- Funcionamento:

Os tanques ou fossas sépticas consistem unidades de escoamento horizontal e contínuo que realizam a separação de sólidos leves e pesados, decompondo-os em anaeróbio.

São unidades estanques, simples, não mecanizadas, de operação fácil e de custo baixo, que realizam funções múltiplas.

O tanque séptico não é um simples decantador e digestor, mas sim uma unidade que realiza simultaneamente várias funções que visam ao tratamento do esgoto local, em residências, postos isolados, campos esportivos, pequenas fábricas, edificações na zona rural etc.

 – Localização:

As fossas sépticas não devem ficar muito perto das moradias para evitar mau cheiro, nem muito longe para evitar tubulações muito longas, que são mais caras e exigem fossas mais profundas.

A distância recomendada é de 6 metros.
A fossa deve ser construída ao lado do banheiro para evitar curvas nas canalizações.

Também devem ficar num nível mais baixo do terreno e longe de poços ou de qualquer outra fonte de captação de água (no mínimo, a 30m de distância), para evitar contaminações, no caso de um eventual vazamento.

fonte:caesb