As cisternas e sua função!

Escrito por

 

Vamos dar uma breve descrição dos aspectos técnicos de uns tipos de cisternas que atualmente estão sendo construídas com sucesso, vantagens e desvantagens de construir ou ter um certo tipo de cisterna.

 

O abastecimento de água para a família sempre deve acontecer em bases individuais.
Assim como cada casa tem seu próprio telhado, deve ter também seu próprio sistema de abastecimento de água.

Nós sugerimos cisternas com volume máximo de 20.000 litros, que não apresentam praticamente nenhum risco de rachaduras, mesmo utilizando material de construção barato.

Uma cisterna coletiva deveria ter um volume mínimo de 160.000 litros, para poder garantir o consumo de dez casas durante os oito meses de seca.

Ela pode ser enterrada ou a nível do solo, sendo mais comum construir a cisterna enterrada.

Existem diferentes modelos de cisternas para armazenar a água da chuva, modelos quadrados, retangulares, cilíndricos, cônicos, tubos em PVC.

O reservatório pode ser constituído com diferentes materiais tais como: fibra de vidro, alvenaria, ferrocimento ou concreto armado.
Sendo que os reservatórios construídos em fibra de vidro e alvenaria são mais empregados para pequenos volumes.

Para maiores volumes o concreto armado é mais usado como material para a construção de cisternas.

As cisternas podem ser enterradas ou ao nível do solo, em cisternas enterradas a temperatura da água é menor reduzindo o desenvolvimento de microorganismos.

As cisternas construídas ao nível do solo sofrem a ação dos raios solares havendo uma tendência ao aumento da temperatura da água armazenada.
Sendo, que cisternas em alvenaria são mais sujeitas a fissuras.

As cisternas devem ser cobertas para evitar a entrada de impurezas, matéria orgânica, insetos e animais domésticos, que possam contaminar a água.

No meio rural

A água de chuva, assim como a energia solar, está disponível na maioria das regiões brasileira, sua retenção e seu aproveitamento concorre para reduzir problemas ocasionados pela seca.

O aproveitamento da água da chuva é possível e altamente desejável no meio rural, sendo integrado ao abastecimento d’água potável, no sentido de substiutí-la sempre que possível, tornando-se assim uma contribuição importantíssima para a retenção das águas pluviais.

Certamente, para tornar a água potável é imprescindível armazenagem e o tratamento destas águas que garanta uma qualidade compatível com uso pretendido.

O aproveitamento da água de chuva traz várias vantagens:

- Redução do consumo de água potável na propriedade e do custo de fornecimento da mesma em épocas de estiagem;
- Evita a utilização de água potável onde esta não é necessária, como por exemplo, na lavagem de piso na suinocultura e avicultura, descarga de vasos sanitários, irrigação de hortas e jardins, etc;
- Contribui com o meio ambiente no sentido ecológico não desperdiçando um recurso natural e disponível em abundância no meio rural;
- Ajuda a conter as enchentes e a erosão, represando parte da água que teria de ser drenada para os rios;
- Contribui com a conservação de água, a auto-suficiência e com a postura correta perante os problemas ambientais existentes no meio rural.

 O dia a dia e a cisterna

Viver com uma cisterna, exige disciplina: precisa-se aprender a usar a água com parcimônia; as áreas de captação têm que ser limpas; as calhas têm que ser mantidas em boas condições; a água não pode ser retirada com baldes, que foram colocados no chão, para evitar contaminação.

Desta maneira, uma instalação de captação de água de chuva pode fornecer água potável de ótima qualidade, requer um investimento único, não apresenta custos de manutenção, não tem partes móveis, tanto que a manutenção pode ser feito até por crianças, e ainda por cima é a solução ecologicamente mais correta.

A cisterna e a pipa

Se voce pretende construir uma sisterna que será abastecida por caminhão pipa não esqueça do seguinte detalhe:

Construa a cisterna com uma capacidade relativa ao caminhão que abastece.

Exemplo:

um caminhão pipa de 10.000 lts. O melhor será fazer uma cisterna de 12.000 lts, 24.000 lts ou 34.000 lts (ou maior), um, dois, ou tres pipas..

Assim voce não desperdiça água, sempre que o caminhão (10.000 lts) chegar terá bastante espaço na cisterna para descarregar (12.000 lts) e não corre o risco da agua acabar.

Quando a sisterna so contiver 2.000 lts(reserva) é hora de chamar o caminhão pipa.

Obs: No dimensionamento do volume do reservatório de água, da cisterna, e dos materiais a serem utilizados na sua construção, recomenda-se que sejam realizados por profissionais habilitados.

fonte: abcmac.org   /   João Gnadlinger- Juazeiro – BA