CISTERNA de PLACAS: O que é a “nossa” cisterna de placas?

Escrito por

 

A cisterna de placas é um tipo de reservatório d’água cilíndrico, coberto e semienterrado, que permite a captação e o armazenamento de águas das chuvas, aproveitadas a partir do seu escoamento nos telhados das casas, através de calhas de zinco ou PVC.

A cisterna de placas permite o armazenamento de água para consumo humano em reservatório protegido da evaporação e das contaminações causadas por animais e dejetos trazidos pelas enxurradas.

O tamanho da cisterna varia de acordo com o número de pessoas da casa e do tamanho do telhado.

Fabricando as placas

Essa cisterna tem algumas vantagens.

Do ponto de vista técnico, é uma estrutura fácil de construir.

Basta que a pessoa tenha algum conhecimento sobre construção.

É uma tecnologia que utiliza menos material que os demais modelos existentes.

Pode-se utilizar de mão-de-obra familiar e o seu custo é bem inferior ao dos outros modelos.

 Montagem da cisterna de placas

A cisterna fica enterrada no chão até mais ou menos dois terços da sua altura.

Sua totalidade consiste em placas de concreto com tamanho de 50 por 60 cm e com 3 cm de espessura (mistura cimento : areia de 1 : 4), que estão curvadas de acordo com o raio projetado da parede da cisterna, variando conforme capacidade prevista.

Há variantes onde, por exemplo, as placas de concreto são menores e mais grossas, e feitas de um traço de cimento mais fino.
Estas placas são fabricadas no local de construção em moldes de madeira.

A parede da cisterna é levantada com essas placas finas, a partir do chão cimentado.
Para evitar que a parede venha a cair durante a construção, ela é sustentada com varas até que a argamassa esteja seca.

Depois disso, um arame de aço galvanizado (No.12 ou 2,77 mm) é enrolado no lado externo da parede e essa pé rebocada.
Num segundo momento, constrói-se a cobertura com outras placas pré-moldadas em formato triangular, colocada em cima de vigas de concreto armado, e rebocadas por fora.

 Armação da parede e reboco externo de cisterna de placa

Depois disso, um arame de aço galvanizado (No.12 ou 2,77 mm) é enrolado no lado externo da parede e essa é rebocada.

Em seguida a parede interna e o chão são rebocados e cobertos com nata de cimento forte.

 

O telhado da cisterna, cônico e raso, também é feito de placas de concreto, que estão apoiados em estreitos caibros de concreto.

Um reboco somente externo é suficiente para dar firmeza.
O espaço vazio em volta da cisterna é cuidadosamente aterrado.
Assim a terra apóia a cisterna.

 

fonte: mds.gov