Como fazer cisternas de baixo custo? A cisterna de alambrado!

Escrito por

A construção

A construção segue os procedimentos básicos da construção de cisterna com fôrma: no local da construção se retira a camada que contém matéria orgânica – normalmente em torno de 20 cm – e compacta o solo.

Em seguida são colocadas duas camadas, de sete centímetros cada, uma de seixo rolado, outra de areia grossa (lavada), ambas compactadas, que servem de fundação.

Dentro da camada seguinte, do contra-piso, é colocada e fixada a tela de alambrado, Foto 1.

Deve-se ter o cuidado de unir bem a parcela do concreto colocado do lado externo do cilindro de tela com a parte interna, Foto 2.

O cilindro de tela precisa ser nivelado com nível de mangueira.

O passo seguinte, a colocação da primeira camada de argamassa, para estabilizar a tela e permitir a aplicação das camadas estruturais e vedantes, encontrou uma solução surpreendente.

O desafio foi encontrar alguma maneira que permitisse a segurar a primeira camada de argamassa junto à tela de aço.

Na tecnologia original de ferro-cimento se aplicam diversas camadas de tela de arame fino e na aplicação da massa, uma segunda pessoa segura do outro lado uma peça de compensado fino, ou semelhante, para a massa não cair no vazio.Mas esta não seria a proposta.

Precisava encontrar uma solução que segurasse a argamassa, com facilidade, sem encarecer a construção.
Não poderia ser algo de material orgânico, pois pela camada fina de argamassa pequena quantidades de umidade penetram e decompõem o material orgânico, o que causa estufamento e destruição do concreto.

Como solução se ofereceu a sacaria usada para cebola. Possui capacidade de 20 kg, é feito de fio de polipropileno e tecido em malha tipo giro inglês.
A malha é bastante fina e não deixa a argamassa cair para o outro lado na hora da aplicação e é suficientemente resistente para poder ser bem ajustado e esticado em torno do alambrado.
São necessários 25 sacos de cebola, previamente bem lavadas que serão fixados com fitilho sintético, uma volta a cada cinco centímetros, Foto 3.

Com uma espátula flexível de náilon se aplica a primeira camada de argamassa, para estabilizar a tela de alambrado, Foto 4.

A sacaria não é colocada como elemento estrutural, mas sim, como simples suporte para sustentar a aplicação da primeira camada de massa.

Com a finalidade de evitar o movimento elástico da tela, causado pela aplicação da massa, o cilindro de tela deve ser fixado na sua posição com arame, esticado para o lado de fora, e escoras de madeira pelo lado de dentro.

No dia seguinte aplica-se a segunda camada externa e nos dias subsequentes duas camadas internas, todas estas com uma espessura de aproximadamente um centímetro.

A composição da argamassa é de uma parte de cimento a duas partes de areia grossa (lavada, sem argila) e uma de areia média, do tipo usado para reboco de paredes.

fonte:abcmac.org