O que quer dizer Pei, Mohs e Iso?

Escrito por

Pei, Mohs e Iso …

O que significa o termo “PEI” ?

Os revestimentos cerâmicos também são classificados segundo teste de resistência do esmalte da peça ao desgaste por abrasão.
Essa classificação é conhecida como Índice PEI, onde são indicados os ambientes mais adequados para sua aplicação.

O desgaste por abrasão é causado pelo atrito das solas dos calçados (ou pneus) em contato com sujeiras abrasivas (como areia, areião, terra, etc.) sobre a superfície esmaltada da cerâmica.
Com o passar do tempo, este desgaste pode ser tão acentuado a ponto de alterar completamente as características do esmalte (podendo manchar).

A resistência à abrasão é muito importante para pisos onde existe a circulação de pessoas e veículos.
Para paredes não é importante, já que o revestimento cerâmico não sofrerá solicitação desta natureza.

A sigla PEI origina-se do laboratório que desenvolveu este método de ensaio (Porcelain Enamel Institute), e indica um índice de resistência ao desgaste superficial em placas cerâmicas esmaltadas para revestimento (expostas a uma carga abrasiva a um determinado número de giros).

As cerâmicas de qualidade devem ter a PEI gravada nos fundos das placas.

PEI 1 (menos resistente):
Produto recomendado para ambientes residenciais onde se caminha geralmente com chinelos ou pés descalços.
Exemplo: banheiros e dormitórios residenciais sem portas para o exterior.

Pei, Mohs e Iso

Pei, Mohs e Iso

PEI 2:
Produto recomendado para ambientes residenciais onde se caminha geralmente com sapatos.
Exemplo: todas as dependências residenciais, com exceção das cozinhas e entradas.

PEI 3:
Produto recomendado para ambientes residenciais onde se caminha geralmente com alguma quantidade de sujeira abrasiva que não seja areia e outros materiais de dureza maior que areia (todas as dependências residenciais).

PEI 4:
Produto recomendado para ambientes residenciais (todas as dependências) e comerciais com alto tráfego.
Exemplo: restaurantes, churrascarias, lojas, bancos, entradas, caminhos preferenciais, vendas e exposições abertas ao público e outras dependências.

PEI 5 (mais resistente):
Produto recomendado para ambientes residenciais e comerciais com tráfego muito elevado.
Exemplo: restaurantes, churrascarias, lanchonetes, lojas, bancos, entradas, corredores, exposições abertas ao público, consultório, outras dependências.

O PEI garante a resistência ao riscado?

NÃO! O PEI, nos informa a resistência à abrasão, mas não garante que a placa cerâmica não riscará em contato com materiais de alta dureza Mohs.

Tão importante quanto o PEI, é a dureza MOHS.
Sua importância passa ao 1º lugar (mais importante que o PEI) nos seguintes locais: entradas, acessos, térreos dos prédios, halls de elevadores, corredores públicos, garagens em ruas não calçadas, áreas praianas sujeitas ao tráfego permanente com areia abrasiva.

Pei, Mohs e Iso

Pei, Mohs e Iso

A dureza MOHS vai de zero a 10. A areia tem dureza 7, é mais dura que o aço (podemos esmerilhar aço com areia) O que é mais duro que areia é considerado gema, pedra preciosa (esmeralda, safira, diamante).
A areia é o material natural mais duro de presença abundante.

Os pisos já assentados não podem ser castigados pelo tráfego intenso de obra.
A norma diz que devem ser protegidos com papelão e gesso contra o tráfego abrasivo de obra (“chiados de areia”).

O pior inimigo do riscado é a própria obra!

O que significa o termo  Mohs ?

Básicamente é uma classificação de resistência ao risco. Indica a resistência da superfície (esmaltada ou não) da placa cerâmica, ao risco provocado pelo atrito de materiais com diferentes durezas (areia, móveis, equipamentos rodados, etc.).

A dureza pode ser avaliada a partir da capacidade de um material “riscar” o outro, como na popular escala de Mohs para os minerais, que é uma tabela arbitrada de 1 a 10 na qual figuram alguns desses em escala crescente a partir do talco ao diamante.

O que significa o termo  ISO ?

Básicamente é uma classificação de resistência a manchas.
Resistência ao manchamento é a capacidade que os materiais apresentam de não manterem ou reterem a sujeira em sua superfície.

Esta característica está relacionada com a facilidade de limpeza de um revestimento cerâmico. Depende do tipo de esmalte utilizado.

A resistência à manchas aponta a facilidade de limpeza da superfície da placa.
Quanto mais lisa for a superfície da peça, mais fácil é a limpeza.

Característica muito importante para ambientes domésticos, hospitalares e industriais, onde a facilidade de limpeza e a higiene são as necessidades.
Além disso, a estética não pode ser esquecida, pois um revestimento manchado tira a beleza do ambiente.

Classe Resistência
1
   Impossibilidade de remoção.
Não é possível
Limpar
2
   Removível com ácido
clorídrico, acetona. Produtos especiais
3
   Removível com produto de
limpeza forte. Detergente fortes, mais água
4
   Removível com produto de
limpeza fraco. Detergente comum* mais água
5
   Máxima facilidade de remoção. Água
quente

Para uso residencial é importante especificar, no caso de uso interno: facilidade de manutenção e limpeza, resistência à manchas (4 ou 5).

 

fontes: inmetro.gov.br
Guia Para Revestimentos Ceramicos
Fotos utilizadas sob licença Creative Commons: Antonio Campos Ruiz