Casa Sustentável: Planejamento da Obra

Escrito por

 
O grande segredo da casa sustentável é usar o meio ambiente a seu favor.

A economia a médio e longo prazo é muito satisfatória e o planeta agradece!

Esse conceito precisa estar presente desde o planejamento da obra. Veja como.

Telhados em uma construção sustentável

Antes esquecidos, os telhados se tornaram assunto nobre na reengenharia das residências: é um ponto fundamental para uma construção sustentável de sucesso.

chuva
Você pode utilizar um sistema de aproveitamento de água, instalar painéis fotovoltaicos para a geração de energia elétrica ou mesmo usar parte desse espaço com uma clarabóia que ajuda a iluminar o interior da casa com uma bela luz natural.

O que fazer é uma equação que cada um deve resolver.

Telhados e paredes vivos cobertos com gramíneas ou outras plantas dão ótimo isolamento acústico e conforto térmico, além de serem um charme.

Mas ser sustentável é também ser prático. 

Calcule com cuidado as possibilidades de infiltração, umidade,  eventuais podas, “deslizamentos” e custos gerais de manutenção.

Um projeto bem feito sempre funciona.

Iluminação

Todo mundo já sabe que as lâmpadas led são mais econômicas (podem reduzir em até 80% os custos) e mais duráveis (duram, no mínimo, o triplo) que as incandescentes.

Por isso mesmo ela deverá deixar de ser fabricada até 2016, então adiante-se, escolha um dos muitos modelos de led e entre no século XXI.

Pesquise: existem modelos das mais variadas potências, cores e estilos. Sensores de presença que ligam e desligam a iluminação evitam o desperdício, dão mais segurança, mas não podem ser visto como algo que “compense” financeiramente no que se refere à economia de energia.

De todo modo eles evitam o desperdício em uma era de insegurança energética.

tijolo de vidroO mais importante, no entanto, é permitir que a natureza preste a você seus serviços ambientais de iluminação natural.

Clarabóias, paredes de vidro, janelas estratégicas, tijolos de vidro ou outros materiais transparentes; vãos, brises e persianas são instrumentos valiosos para a otimização da iluminação.

Mais que isso: quando bem trabalhada, a luz natural deixa a casa muito mais viva e acolhedora e ajuda no controle da umidade.

Obviamente o excesso de iluminação pode trazer muito desconforto e os especialistas recomendam que as grandes janelas estejam voltadas para o sul, de onde se recebe a luz solar com menor intensidade.

Aquecimento, Refrigeração e Ventilação

Tudo depende de onde você mora.

painéis solaresEm lugares frios, além da água, você pode ter pisos aquecidos utilizando a energia de painéis solares, assim como outros dispositivos de aquecimento que podem dispensar a caleifação.

A vedação da casa é um dos pontos mais importantes: sem ela o calor não se mantêm.

Elevar o piso do solo é regra básica para evitar umidade e frio.
Já existem vários modelos de lareiras criativas que não utilizam lenha.

Em ambientes quentes abuse das janelas e vãos na construção, sempre respeitando as características das correntes de ar locais.

Na pintura externa dê preferência a tintas naturais de cores claras, com o mínimo de toxidade possível.

Películas para vidro mantêm a luminosidade natural, evitam o calor externo e bloqueiam quase em sua totalidade os raios ultravioleta e os infravermelhos, nocivos à saúde.

 

Já existem películas que funcionam como células fotovoltaicas e geram energia.

Se venta muito, procure aproveitar este vento ou criar maneiras para que ele não incomode.
Se chove muito, se chove pouco, se tem muitos dias ensolarados, se não: tudo isso pode virar lucro.

Tire proveito das características naturais da sua região! Faça a natureza trabalhar para você, sem agredi-la.