Casa Sustentável Até Durante a Obra!

Escrito por

 

Uma casa pode ser totalmente sustentável do teto ao chão!

Conheça os materiais ideais para utilizar na construção.

Madeira Legal

Nada de começar uma nova vida às custas da destruição de outras. A madeira é uma matéria-prima fascinante, bonita, elegante, acolhedora e estilosa, mas você precisa ser consciente e exigir certificação ambiental.

interior madeiraSó aceite madeira nova se for de reflorestamento ou de manejo sustentável das florestas.

Comprar madeira sem certificação é como comprar um carro sem documento, você pode estar contribuindo diretamente com uma atividade criminosa.

A madeira certificada em geral é mais cara, mas você terá mais garantias e a consciência limpinha.

A madeira de demolição é uma opção das mais requintadas: explore esse elemento e reutilize com classe.

A campeã ambiental, no entanto, é a madeira plástica, que apresenta com muita competência as características visuais e táteis da madeira real e pode ser ainda mais agradável porque é muito mais termicamente isolante.

Feita de uma fusão entre polímeros e fibras naturais de materiais recicláveis, a madeira plástica está se tornando cada vez mais barata e cheia de opções. Reciclada e também reciclável, ela não gera poluição em sua produção.

Um deck de 100 metros quadrados, por exemplo, levaria o equivalente a dois ipês adultos em madeira. Se você optar por madeira plástica, além de não derrubar as árvores, você ajuda a tirar da natureza cerca de 2,2 toneladas de resíduos como sacos de rafia e fibras vegetais.

Resíduos de Construção

materiais de construçãoQuando estiver construindo, tenha sempre em mente os cuidados com os resíduos.

Certifique-se de que areia, cimento, terra e outros materiais estejam bem acondicionados para não serem levados pelo vento ou água da chuva.

Caminhões e carros, quando saem do terreno da sua obra, devem ter as rodas lavadas para não levar à vizinhança resíduos como cal, óleo e cimento.

Controle a poeira molhando superficialmente a terra, sem deixar que se formem poças d’água.

Mantenha um local específico para armazenamento dos resíduos que devem ser separados pelo menos nos seguintes grupos: plástico, vidros, metais, caliça ou entulho, madeira, papéis, recicláveis diversos e, principalmente, um local isolado para lixo contaminado (saco de cimento, embalagens de óleo, latas de tinta, etc).

Procure a prefeitura da sua cidade para saber como destinar estes resíduos tóxicos; os demais você pode mandar para reciclagem ou reaproveitamento, como é o caso das sobras de madeiras.

Calçamento, Passeio e Drenagem

O calçamento externo depende bastante do local, mas existem regras básicas para uma área de passeio bonita, eficiente e agradável para o seu projeto de casa sustentável.

Lembre-se que ali é, antes de tudo, uma área para pedestres; assim, facilite o trânsito, evitando principalmente arbustos e plantas com espinhos que, em geral, são pouco eficientes em proteção e podem ferir, principalmente crianças.

caminho
 
O ideal é que sua área de passeio possua áreas que absorvam a água da chuva, como gramados e canteiros.

No entanto, não se esqueça que pessoas idosas e portadoras de necessidades especiais também passarão por ali: seja um bom vizinho e facilite a vida deles.

 
Muitas cidades brasileiras exigem que um percentual do terreno seja permeável para absorver a chuva naturalmente, evitando a sobrecarga no sistema coletivo de captação de águas.

Mesmo que sua cidade não exija, evite calçar 100% do seu terreno.

Use opções criativas, como caminhos de pedras ou de vigas de madeira de demolição para cruzar gramados ou pomares. Para entradas de carros existem várias opções de blocos resistentes e vazados para que a água se infiltre na terra.