Casa Pré-Fabricada: Como Escolher

Escrito por

 

Diferentemente das construções tradicionais, onde toda a estrutura da casa é levantada no próprio local a partir do zero, casas pré-fabricadas contam com partes que já chegam prontas dos fabricantes e, então, são montadas no terreno escolhido.

A ideia central é a de linha de produção: as empresas constroem e fornecem partes da habitação aos seus clientes.

Esse modo de produzir casas é muito utilizado na formação de grupos habitacionais populares, mas está ganhando cada vez mais adeptos nas classes mais altas – até porque casas pré-fabricadas permitem um alto nível de personalização de projeto.

Ou seja, elas não ficam necessariamente idênticas umas às outras, pelo contrário.

Clientes de maior poder aquisitivo normalmente adotam o esquema pré-fabricado justamente pela questão arquitetônica e de estilo.

Casas Pré-Fabicadas São Mais Rápidas de Construir

casa pre fabricada construçãoPorque partes da casa já vem prontas de fábrica, sua construção é bem mais rápida do que levantar paredes tijolo a tijolo.

Uma casa de 40 metros quadrados, por exemplo, leva até 90 dias para ser levantada; já no sistema pré-fabricado, fica pronta em um mês.

Além disso, o transporte dos painéis já prontos até lugares de difícil acesso às vezes pode ser mais rápido do que o de tijolos, cimentos e outros materiais avulsos.

Casas Pré-Fabricadas: Mais Econômicas

Se tempo é dinheiro, só pela rapidez de construção a casa pré-fabricada já representa uma boa poupança para quem vai construir. Mas a economia não para por aí.

Os gastos com mão-de-obra ficam reduzidos, porque as partes da habitação já vem prontas, o que diminui o número de trabalhadores necessários e o tempo que são necessários.

Além disso, fabricantes das casas pré-prontas conseguem valores melhores para os materiais utilizados, já que negociam volumes muito maiores do que um cliente individual.

Em comparação com uma construção tradicional, o valor do metro quadrado da casa pré-fabricada acaba saindo mais em conta.

E como é em cima do valor do metro quadrado que o cliente estabelece o orçamento da casa junto à empresa – e o projeto é feito de antemão com a participação das duas partes – o orçamento é fixado antes do começo das atividades, sem surpresas de custos extras para terminar a realização da construção e sem se sujeitar às variações de preços de materiais e mão de obra que podem ocorrer no mercado.

Como Encomendar uma Casa Pré-Fabricada

Em primeiro lugar você deve pesquisar boas empresas especializadas. Pesquise projetos, converse com pessoas que as contrataram – se possível, visite casas já prontas.

casa pre fabricada projetoEm seguida, marque uma reunião com os projetistas da firma escolhida. Eles oferecem projetos padronizados, com muitos modelos semelhantes a chalés, ou podem desenvolver desenhos exclusivos, totalmente personalizados ao gosto e necessidades do cliente.

Várias empresas aceitam arquitetos trazidos pelo próprio cliente.

É possível escolher o tipo de material (concreto, madeira), painéis cerâmicos, forro, piso, telhas e pintura, por exemplo; mas não é possível customizar medidas de portas ou a altura do teto, por exemplo.

Casas feitas de madeira são entregues mais rapidamente, e seu tamanho mínimo deve ser de 40 metros quadrados; o tamanho mínimo de uma habitação de alvenaria é um pouco maior: 51 metros quadrados.

Vale lembrar que, em termos de resistência e conservação, madeira e alvenaria se equivalem, pois as empresas se comprometem a dar o tratamento adequado a esses materiais. A escolha fica ao gosto do cliente.

Não há limite máximo de metros quadrados para um projeto.

A empresa pode entregar uma casa pronta nos mínimos detalhes, mas se o cliente preferir se encarregar de um ou outro detalhe, não há problema.

Em seguida, o projeto é entregue a uma empreiteira já vinculada à empresa de casas pré-fabricadas. Essa empreiteira é totalmente responsável pelos aspectos técnicos da construção, inclusive a aprovação junto à prefeitura e órgãos ambientais.

É importante ressaltar, no entanto, que cabe ao cliente a garantia de que o terreno é adequado à construção. Caso necessite de preparações especiais, como sistemas de drenagem ou estanqueamento, por exemplo, isso fica à cargo dele próprio.