Escolha a Bomba D’Água Certa para Você

Escrito por

 

Na hora de fazer uma construção ou reforma, muitas pessoas ficam em dúvida em relação ao tipo de bomba d’água mais adequado para o empreendimento.

Responsável por fazer o transporte de água de um determinado ponto até o prédio e utilizada principalmente em poços artesianos, a bomba deve ser escolhida de acordo com a natureza do local e dos objetivos da construção.

Por isso, vale a pena entender a fundo quais as características de cada tipo de bomba para escolher a opção mais adequada.

Tipos de Bombas d´Água

O primeiro item que deve ser observado é se a bomba usada será periférica (também conhecida como externa) ou submersa.

bomba submersa para poço

Bomba submersa

A bomba periférica é inserida sobre o solo e é indicada para construções com até sete metros de altura, tendo melhor desempenho quando há pouco volume de água e necessidade de alta pressão.

Já a bomba submersa é aquela que fica abaixo da superfície, instalada abaixo do poço e de seu nível dinâmico (ponto em que a água se estabiliza).

Seu rendimento é significativo em poços de diferentes tamanhos e com diferentes volumes de água, tornando esse tipo de bomba bastante versátil para diferentes tipos de prédios.

Além disso, esse modelo exige o mínimo possível de manutenção e de ajustes, sendo uma opção bastante viável e prática quando se pensa em longo prazo.

Escolhendo a Bomba Ideal

Mesmo que a bomba submersa seja a escolha de muitas pessoas no que diz respeito ao rendimento e ao custo-benefício, é preciso saber exatamente quais as características necessárias para que o equipamento exerça de forma adequada todas as suas potencialidades.

bomba hidraulicaO primeiro ponto a ser considerado é a exigência de pressão, que se refere à distância entre o local de origem da água (poço, lago ou cisterna) e a superfície.

Se um poço artesiano tiver 5 metros de profundidade, por exemplo, é preciso escolher uma bomba com esta capacidade de elevação.

Em seguida, é preciso considerar a taxa de fluxo da bomba, que indica qual quantidade de água por unidade de tempo o equipamento é capaz de transportar.

Geralmente, essa característica é medida em galões por minuto (GPM) ou galões por hora (GPH) e deve considerar o tamanho da área que será drenada – ou seja, o tamanho do poço ou do lago que serve como fonte de abastecimento de água.

Assim, quanto maior for a área do local e o volume de água que ele comporta, maior deve ser a taxa de fluxo da bomba.

Somente a quantia correta permitirá que a bomba transporte a água com a velocidade necessária.

Por fim, é preciso compreender a classificação das bombas submersas de acordo com o tamanho e a potência de seu motor e a tensão necessária para o funcionamento do aparelho.

Construções residenciais ou empreendimentos e obras comerciais pequenas podem optar por bombas com motores que operam com 1/3, ¼ HP ou 0,5 CV.

No momento da compra, no entanto, é preciso conferir a forma de alimentação do gerador (monofásico, bifásico ou trifásico) para saber qual o modelo correspondente.

No caso de uma demanda maior, quando é preciso um volume grande de água para ser transportada, são indicadas bombas submersas com 230/460 Volts.

Nesse tipo de empreendimento, que geralmente é de natureza comercial ou industrial, costumam ser usados motores trifásicos, já que o desempenho do aparelho com esta configuração é mais forte que os demais.

Outros Tipos de Bombas Hidráulicas

Além das bombas periféricas e submersas, existem outros modelos que podem ser adquiridos para a sua obra.

bomba autoaspirante

Bomba autoaspirante

Quem precisa de drenagem em uma profundidade de até sete metros pode considerar a utilização de uma bomba autoaspirante, que é instalada acima do solo e é o único modelo que não exige a inserção de uma válvula de retenção (que impede a água de retornar ao poço).

Esse equipamento é capaz de fazer o transporte de grandes volumes de água e proporciona uma pressão significativa na hora da vazão.

Poços com essa profundidade também podem ser drenados por meio de bombas centrífugas, que também são colocadas sobre o solo e conseguem transferir grandes volumes de água, mas oferecem baixa pressão.

Uma outra opção possível é a bomba injetora.

Apesar de ter um rendimento mais baixo quando comparada com outros modelos de bombas, essa variedade traz uma alta potência e, por isso, exibe uma significativa capacidade de sucção.

Dessa maneira, a bomba injetora é capaz de fazer o transporte de água localizada em poços de até 20 metros de profundidade.