Como Preparar seu Apartamento para a Chegada do Pet

Escrito por

Sua casa está preparada para a chegada do pet escolhido? Confira algumas dicas para tornar seu lar acolhedor também para o seu novo bichinho de estimação.

Ter um cachorrinho ou gatinho é garantia de deixar o lar mais alegre, divertido e cheio de vida. Mas, por outro lado, isso também significa uma série de cuidados e mudanças que precisam ser feitas para que a chegada do pet seja saudável para todos.

Para facilitar todo esse processo, separamos algumas dicas de como preparar o apartamento para a vinda de um animal. Confira!

Escolha o Pet Certo

cao-apartamentoO primeiro passo para garantir que o seu apartamento e o seu animal de estimação estejam em sintonia é escolher um bichinho compatível com o espaço físico disponível. A rotina da sua família (ou a sua, caso more sozinho), deve ser levada em conta.

Esse cuidado inicial evita que você acabe levando para sua residência um animal que não irá se adaptar bem. Isso trará transtornos para ambas as partes.

Aqui, claro, se aplica aquela máxima de “cada caso é um caso”. Afinal, só você sabe realmente como é o seu cotidiano e se pode ou não abrigar um bichinho em seu apartamento.

De forma geral, os favoritos da maioria das pessoas são o cão e o gato. E cada um possui um perfil bastante distinto.

De um lado, os cachorros demandam mais atenção. Eles precisam gastar mais energia (passear e brincar) e são mais afetuosos.
Do outro, gatos possuem maior independência e exigem menos atenção e companhia constantes. Eles ainda tem uma higiene mais fácil e prática de administrar.

No caso dos cães, só é preciso ter atenção com dois fatores: a raça e o porte. Algumas raças com porte maior precisam de mais espaço, além de uma rotina repleta de brincadeiras e passeios para gastar energia.
Ou seja, caso você tenha um imóvel compacto e não disponha de muito tempo livre, opte por um cão de médio ou pequeno porte.

Garanta a Infra Estrutura do Animal de Estimação

Depois de decidir qual bichinho você levará para o seu lar, é só ir buscá-lo em algum abrigo ou pet shop e pronto, certo?

Não, muito pelo contrário! Algumas pessoas costumam considerar seus pets como filhos. Nesse caso, a comparação é bastante apropriada. Isso porque, assim como acontece antes da chegada de um bebê, a vinda de um animal de estimação também exige preparação prévia.

Assegure-se de que aqueles utensílios essenciais que o animalzinho possa viver feliz e saudável estejam presentes no seu apartamento. Isso inclui vasilha para água, outra para comida e uma escova para os pelo.
E não pode esquecer de atenção com o espaço físico disponível para o pet circular minimamente.

Mantenha um local para o animal fazer suas necessidades. Ele pode ser coberto com jornal ou tapetes desenvolvidos especialmente para esse propósito – e deve ser distante da área das necessidades.
Mantenha o banheiro de cães diariamente limpo. Isso se aplica também à caixa de areia dos gatos, que são muito exigentes quanto a limpeza.

Quanto a alimentação, é aconselhável seguir a orientação dos veterinários. Mas uma medida geral é que filhotes se alimentem três vezes ao dia e adulto até duas.

Levar o pet ao veterinário faz parte desses cuidados básicos para uma vida feliz do bichinho e dos seus donos – e não apenas antes de adotá-lo, mas periodicamente. Siga orientações, respeite indicações e tire todas as suas dúvidas, afinal, não há pessoa mais indicada para lhe ajudar com seu animal de estimação.

Adapte sua Casa para Garantir a Segurança do seu Pet

gatoDicas de segurança são sempre bem vindas – especialmente se você decidiu ter um gato. É importante instalar telas de proteção em janelas e varandas.

Além disso, tranque armários com produtos de limpeza – ou mantenha-os em prateleiras altas. Retire fios soltos e cabos elétricos dos rodapés e remova plantas que podem ser prejudiciais à saúde do animal caso ingeridas.

Caso você more numa residência com piscina, evite que o filhote novo tenha acesso a ela.

Evite usar objetos quebráveis, muito frágeis ou pequenos na decoração, pois acidentes podem acontecer. Tampe latas de lixo e coloque travas de segurança na tampa do vaso sanitário. Isso evitará que o pet faça sujeira ou acabe ingerindo algo que lhe faça mal.

Subir e descer escadas constantemente pode causar sérios problemas de coluna nos cães. Cogite a instalação de rampas.

Muito cuidado, também, com iscas para ratos e baratas e venenos em geral.

Animais em Casa: Invista em Acessórios e Brinquedos

Por fim, um ponto que ajuda bastante na adaptação ao novo lar – e que muitas vezes acaba ficando de lado – é a presença de acessórios e brinquedos.

Esses itens ajudam o animal a se sentir mais confortável, saudável e auxiliam no seu desenvolvimento físico e comportamental.

Especialmente no caso dos cachorros, coleira, cama e até mesmo roupas (que podem ser úteis para regiões muito frias) têm o potencial de deixar a vida deles mais confortável.
E tem aqueles que são adorados tanto pelos cães quanto pelos felinos: os brinquedos.

No caso dos cachorros, uma bolinha ou um osso de borracha já podem ser suficientes para que o animal gaste sua energia. Isso saciará  sua vontade de morder e roer sem destruir sapatos, por exemplo.

Para os gatos, arranhadores e ratinhos de brinquedo peludos ou de borracha são ótimas formas de canalizar a energia dos animais e evitar que os móveis do seu apartamento sejam danificados.

Autoria: Texto elaborado pela equipe da Tibério Construtora.