O Gato Siamês

Escrito por

 

Comunicativo, ágil, independente – saiba tudo sobre este lindo gato de olhos azuis.

Dono de um miado característico – e frequente! – o gato siamês se destaca pela sua personalidade forte e por sua incrível pelagem, sendo uma unanimidade no quesito beleza. Saiba tudo sobre esta raça de gatos.

Origem do Gato Siamês

Acredita-se que os gatos siameses tiveram origem no sudoeste da Ásia, mais precisamente na região onde atualmente encontra-se a Tailândia (antigo Sião).

Eram gatos que faziam parte da realeza e habitavam os palácios reais. Em 1884 foi levado um casal de gatos siameses para a Grã-Bretanha, onde participaram de exposições felinas, e a partir daí a raça se difundiu rapidamente pelo ocidente.

Aparência Física do Siamês

O siamês é um gato leve, esbelto, de aparência elegante. Seu corpo é longilíneo, porém musculoso, as patas são compridas e finas, com os membros posteriores mais altos que os anteriores. Os pés são pequenos e ovalados e a cauda é fina e bastante longa.

gato siamêsA cabeça do gato siamês deve ter o formato triangular, sendo mais larga na altura dos olhos e afinando em direção ao queixo.

As orelhas são grandes e triangulares. Os olhos são sempre azuis e muitos siameses são estrábicos.

A pelagem é curta e tem coloração típica da raça – branca ou creme, com as extremidades (orelhas, focinho, patas, cauda e testículos nos machos) mais escuras.

As marcações mais escuras – ou “points”, como costumam ser mencionadas – podem variar entre o castanho escuro, o chocolate, o azul e o lilás (cinzento).

Como Surgem os “Points” ou “Colourpoints”

Os gatos siameses, quando nascem, são completamente brancos. As marcações escuras aparecem com o passar do tempo e são resultado da mutação de uma enzima chamada tirosinase.

A tirosinase está envolvida na regulação de produção de melanina, que escurece o pêlo. Porém a tirosinase é sensível à temperatura, sendo apenas ativa nas zonas mais frias do corpo – nomeadamente as extremidades.

Por este motivo também, gatos siameses criados dentro de casa podem ser mais brancos do que aqueles que têm acesso à rua.

A cor do siamês torna-se definitiva em torno dos 15 meses de vida, porém aos dois meses de idade os gatinhos siameses já apresentam as marcações características, tendo normalmente apenas o corpo mais branco que os adultos.

Temperamento do Gato Siamês

O siamês é um gato ágil, ativo e inteligente, que precisa ter oportunidades de gastar sua energia para não se tornar entediado e irritadiço.

gato siamêsArranhadores, prateleiras para pular e brinquedos devem ser deixados para que o gato tenha como se distrair enquanto a família não estiver em casa.

Os siameses são muito comunicativos e gostam de miar por qualquer motivo. Se estiverem com fome podem fazer um verdadeiro escândalo atrás do dono até terem o seu pedido atendido.

Durante o cio as fêmeas são especialmente escandalosas, por isso convém esterilizá-las o mais cedo possível, caso não queira passar noites em claro.

As gatas desta raça têm a puberdade ainda muito jovens, mais que nas outras raças de gatos, motivo pelo qual uma gata com apenas 5 meses de idade pode já entrar em cio e emprenhar com facilidade.

O macho também deve ser castrado jovem, pois como são muito independentes e curiosos, os machos inteiros são capazes de andarem longas distâncias atrás de fêmeas em cio ou marcando novos territórios.

Por fim, os gatos desta raça devem ser socializados desde cedo e ainda filhotes acostumados com o maior número de pessoas e situações diferentes quanto possível. Os siameses são apegados e carinhosos com os donos, mas se não habituados, podem ser ariscos ou agressivos com estranhos.

Cuidados com os Siameses

O siamês não é um gato que exija grandes cuidados no trato diário. Convém fazer uma escovação semanal da pelagem para ajudar a retirar os pêlos mortos, que podem formar bolas de pêlo no trato digestivo do gato e causar vômitos.

Outros cuidados requerem-se pela natureza curiosa e ativa do gato siamês: as janelas altas devem ser teladas e deve-se ter atenção a não deixar objetos perigosos ao alcance do gato.