Tudo sobre o “dócil farejador” Beagle

Escrito por

Um cãozinho pequeno e robusto, alegre e amigo das crianças: conheça o simpático Beagle!

História da raça Beagle

O Beagle é uma raça de cães bastante antiga, ao que tudo indica selecionada a partir dos “Foxhound”, os cães de caça à raposa na Inglaterra.

O rei Henrique VIII e a rainha Elisabeth I possuíam matilhas de Beagles que farejavam e perseguiam lebres e outros pequenos animais silvestres, esporte comum na época.

A função de caçador rendeu ao Beagle um faro poderoso e uma resistência física invejável!

Um cão farejador

beagle adulto

Um beagle adulto

O faro super apurado dos beagles e sua alegria em trabalhar faz com que muitos países utilizem beagles como cães farejadores de drogas, alimentos e munições em aeroportos e fronteiras terrestres.

Estados Unidos, Canadá, Austrália, Nova Zelândia, Japão e China são exemplos de países onde os beagles têm importante função como cães de detecção.

Temperamento

O Beagle é um cão alegre, equilibrado, sempre disposto à atividade física.

Amante das pessoas e amigo das crianças.

É uma raça muito dócil, o que infelizmente o faz também a raça escolhida para testes de laboratório.

Inteligentes e corajosos, os cães dessa raça não devem ser agressivos nem muito tímidos.

Beagle Brincando com bolinha

Beagle Brincando com bolinha

Necessidade de exercício

 

Por ser um cão selecionado para caça, o Beagle tem alta necessidade de atividade física e não se cansa com facilidade.

Uma voltinha no quarteirão pode não ser atividade suficiente para ele, que ficará entediado e poderá se tornar destrutivo dentro de casa.
Porém, se forem exercitados adequadamente, podem se adaptar até mesmo à vida em apartamento.

Beagles são cães sociais

Os Beagles são animais de matilha e não gostam de viver sozinhos!

Se você pretende deixar seu cão sozinho por muitas horas, não adquira um exemplar desta raça.
Os Beagles necessitam da companhia de uma família humana ou canina para se manterem equilibrados.

Inteligência do beagle

Beagles são cães inteligentes e que gostam de interagir com os donos.

Como são gulosos, respondem bem ao treinamento com petiscos, podendo aprender rapidamente uma série de comandos.
A raça, porém, não se intimida fácil e eles podem ser muito teimosos. Por isso, brigas e gritos não são efetivos em sua educação.

Treinados de forma positiva e com paciência podem se tornar bons competidores em esportes caninos como obediência e agility.

Fotos utilizadas sob licença Creative Commons: darkripper, darkripper, Don Burkett, NJNL, a4gpa, GianlucaChiari 