Tipos de Cupins: Conheça-os

Escrito por

 

Cupins são insetos capazes de destruir móveis, pisos, estruturas de moradias e até mesmo causar desabamentos de edifícios.

É possível encontrar cerca de 300 espécies de cupins em todo o Brasil – sem contar com as vindas de outros países.

Muitas se adaptam às áreas urbanas. Estima-se que 30% das construções na cidade de São Paulo já sofreram episódios de infestação por cupins.

Por isso, para ser considerada concluída, uma edificação precisa apresentar certificado de tratamento contra essas pragas.

Saiba como identificar os três grandes grupos de cupins e conheça os riscos de cada um deles.

Cupins de Madeira Seca

cupins de madeira aladosOs zangões da colônia de cupins de madeira seca são grandes conhecidos: assim como os da espécie subterrânea, eles possuem asas e voam para a proximidade de lâmpadas acesas no começo da primavera.

Por serem do sexo masculino, não chegam a representar uma ameaça à casa – mas é importante ficar atento, pois indicam que existem colônias completas por perto.

Eles se alojam e se reproduzem dentro de madeira seca, ameaçando o mobiliário.

Seu ataque não é tão agressivo, suas colônias são menores, mas podem ocupar uma peça inteira de madeira discretamente, de modo que só é possível saber dele quando o estrago já está em estado avançado.

Cupins Subterrâneos

Vivem no solo e são muito agressivos e organizados como sociedade. Habitam os famosos cupinzeiros de terra.

São sensíveis à luz; por isso, em localidades naturais, como florestas e áreas rurais, cavam túneis subterrâneos para encontrar alimento, que é a celulose presente na madeira e em restos vegetais.

cupim subterrâneoQuando chegam ao espaço urbano, alojam-se em estruturas e objetos de madeira. Também podem se alojar em couros, tecidos e papéis.

Existe a espécie vulgarmente conhecida como Cupim de Concreto, que perfura até mesmo esse material em sua busca por madeira.

Assim, lajes, fundações e paredes são atacados – sem contar com cabos de telefonia, redes elétricas e prumadas hidráulicas.

Adaptam-se com facilidade as estruturas das edificações, aninhando em lajes entulhadas, caixões perdidos, alvenarias, chafts, etc, e saem em busca de seu alimento (madeira) através de prumadas hidráulicas, elétricas, telefonia, etc.

Seus zangões possuem asas e, a exemplo dos cupins de madeira, geram revoadas em direção à luz artificial no início da primavera. No entanto, como são do sexo masculino, não se reproduzem sozinhos e não colocam ovos, mantendo a casa em relativa segurança.

A diferença entre cupins subterrâneos e os de madeira é que os primeiros possuem duas veias em suas asas, com poucas transversais. Já cupins de madeira apresentam têm três veias principais e muitas transversais nas asas.

Além de serem extremamente organizados socialmente, com muitas habilidades de sobrevivência, incrível adaptabilidade e ausência de predadores naturais expressivos, os cupins subterrâneos constituem uma grande preocupação para as cidades e residências.

Cupins Coleópteros – Carunchos ou Brocas

Representam cerca de 40% de todas as espécies de insetos já catalogadas no planeta.

pó de cupimA maior parte deles se alimenta de madeira; o restante tem outros hábitos alimentares. Os bichinhos encontrados em sacos de cereais (milho, arroz, feijão, etc), por exemplo.

Eles podem ser mais facilmente identificados, pois colocam ovos na superfície da madeira (até 400).

Depois disso, quando as larvas nascem, elas se alojam no interior da madeira através de aberturas naturais na mesma, sem perfurar – e sem deixar rastros da infestação.

O estágio de larva é, também, o mais agressivo: é quando o inseto mais se alimenta de madeira. Esta fase pode demorar de um a quatro anos, mas há testemunhos de impressionantes dezesseis anos.

Ele chega à maturidade através de uma metamorfose para um besouro alado, o caruncho. Ele deixa para trás um orifício com um pozinho fino na madeira.

Depois disso, procuram se reproduzir e colocar novos ovos, morrendo em seguida. Nessa fase, praticamente não se alimentam.

Veja como proteger sua casa dos cupins.