Como Testar Baterias Automotivas

Escrito por

 

As baterias automotivas podem apresentar defeitos, estando ou não em uso.

Principais Problemas

  • Em estoque, podem estar com os pólos de conexão amassados ou deslocados da caixa, por conta de pancadas sofridas no transporte, não permitindo a interligação dos cabos conectores;
  • Pólos parcialmente derretidos, causado por curto-circuito durante utilização indevida de ferramentas;
  • Caixa ou tampas quebradas ou furadas, com vazamento do eletrólito;
  • Bateria danificada por uso incorreto, seja por conexão invertida (sobrecarga e deterioração rápida das placas de chumbo internas) ou por bateria solta nos suportes ou presilhas, causando danos internos pelos impactos sofridos durante a movimentação do veículo ao passar por desníveis do solo;
  • Sobrecarga na bateria, causada por baixo nível de eletrólito ou pouca densidade do mesmo. O charge eyes (indicador de carga) está na cor amarelo ou clara.

Obs: A maioria das baterias seladas tem em sua parte superior o charge eye, ou visor de teste, indicando a condição por cores: verde (a bateria está carregada), preto necessita de recarga), amarelo (a bateria sofreu sobrecarga e provavelmente será preciso a substituição da mesma).

Baterias Convencionais

Permitem que suas tampas sejam abertas para ter acesso ao nível do eletrólito e completar a água.

Problemas

  • Bateria com eletrólito contaminado por qualquer impureza;
  • Após recarregar, o eletrólito apresenta alta densidade por motivo de adição de ácido sulfúrico, ou baixa densidade devido à substituição do eletrólito por água destilada, ou comum;
  • Falta de eletrólito ou quando o nível estiver abaixo das placas (verificação visual ao retirar a tampa);
  • Sobrecarga.

 

bateria carro

A sobrecarga é provocada quando uma corrente alta circula pela bateria por um muito tempo, seja período contínuo ou com interrupções.

Ao se aumentar a corrente de carga em uma bateria aumenta-se, consequentemente, as reações químicas em seu interior, em função do aumento de temperatura gerado por essas reações.

Em um determinado ponto, a energia em excesso se transforma em puro calor, ocasionando danos às vezes irreversíveis, causados pela formação de gazes em seu interior de hidrogênio altamente explosivo.

A temperatura alta também provoca a corrosão nas placas e a deformação mecânica nas mesma. Elas entortam e os separadores são queimados: é o fim definitivo da bateria.

O mau funcionamento do regulador de tensão também provoca sobrecarga na bateria, diminuindo sua vida útil.

Regulador de Voltagem Moderno

regulador de voltagemExistem diversos modelos e tipos diferentes.

O regulador de voltagem ou tensão tem como principal função regular a tensão de saída do alternador para ser armazenada ou completar a carga na bateria.

Outra importante função dos reguladores de voltagem mais atuais é a compensação térmica, ou seja, quando a temperatura no motor aumenta, o regulador diminui a tensão de carga e a corrente enviada para a bateria, evitando que a temperatura máxima de trabalho da bateria ultrapasse 50º centígrados.

O uso prolongado dos acessórios tipo rádio, leitor de CDs e DVDs, amplificadores de áudio com alta potência e iluminação interna e externa contínua com motor desligado pode causar uma alta descarga na bateria, que, ao ligar o motor, passa a receber uma forte corrente do regulador até o limite do alternador.

As características mais comuns em baterias que ficam expostas a sobrecargas são:

  • Caixa da bateria estufada ou deformada;
  • Etiquetas ou rótulos queimados por excesso de calor;
  • Complementação frequente de água destilada;
  • Cor marrom escuro nas tampas ou eletrólito;
  • Vazamento de Eletrólito pelo respiro das tampas;
  • Indicador do estado de carga ” Charge Eyes” na cor amarelo ou clara;
  • Visualização através da tampa removida de entorte ou empeno das placas ou as mesmas com trincas;
  • Queima dos separadores das placas ou seu encolhimento.