Economia: Roupas que Não Precisam Ser Passadas

Escrito por

 

Muito se fala sobre o ferro de passar roupa quando o assunto é economia de energia.

Assim como o chuveiro elétrico e o secador de cabelos, o ferro elétrico tem como função o aquecimento rápido de uma resistência, o que acaba “puxando” um enorme volume de energia em pouquíssimo tempo.

Leia nosso artigo sobre os vilões do consumo de energia.

Uma das grandes saídas, mas não tão divulgadas, é escolher quais roupas realmente precisam ser passadas e quais podem ficar sem ferro.

Além de econômica, essa medida livra você de parte da trabalheira que é passar roupas. Veja como.

Roupas que Não Precisam Ser Passadas

Existem muitas peças que, pensando bem, simplesmente não precisam ser passadas.

É o caso, por exemplo, das roupas íntimas: calcinhas, sutiãs e cuecas. Além de muitas vezes serem feitos de tecidos que não amassam, qualquer possível vinco desaparece quando a peça se molda ao corpo na hora de vestir.

toalhasO mesmo acontece com as meias.

Além disso, roupas íntimas ficam por baixo de outras roupas – ninguém vai ver se estiverem realmente um pouco amarrotadas.

Também não existe a menor necessidade de se passar toalhas: seus vincos tendem a desaparecer quando são bem dobradas, ou enroladas, e guardadas.

Roupa de cama, cobertores e panos de prato, da mesma forma, não são peças que precisam estar perfeitamente esticadas – até porque, com o uso, é mais que natural que elas amassem mesmo.

Compre Roupas de Tecidos que Dispensam Ferro

Alguns tecidos podem dispensar o ferro de passar roupa: é o caso dos sintéticos, como nylon, poliéster, viscose, acrílico e malhas com elastano.

Na hora de comprar roupas, prefira as peças feitas desses materiais. Além de amassarem pouco ou nada, elas secam mais rápido quando lavadas e muitas vezes custam menos do que roupas de fibras naturais.

Mesmo quando precisam ser alisadas, o tempo que um tecido sintético leva para ficar esticado é bem menor do que o de um tecido natural.

Dicas para Diminuir o Amarrotado das Roupas

Existem algumas recomendações para mitigar ao máximo o amarrotado das roupas na hora de lavá-las, economizando ou até mesmo eliminando o tempo de passagem à ferro:

  • Não encha muito a máquina de lavar. Quanto menos roupas, menos comprimidas as peças ficam com o volume interno, resultando em menos amassados ao final do ciclo.
  • Não misture roupas pesadas, como jeans, com peças de tecidos mais finos: assim, a peça leve não sofrerá pressão da peça pesada, evitando amassados mais difíceis.
  • O amaciante contribui muito para deixar as fibras mais lisas, e facilita muito o trabalho se a roupa realmente precisar ser passada – tanto é que muitas pessoas borrifam as peças com uma solução de água e amaciante na hora de ligar o ferro. Invista em boas marcas de amaciante e nunca dispense o uso do produto na hora de lavar a roupa.
  • Outra dica é adicionar um copo de 200 ml de vinagre branco na água do último enxágue da máquina de lavar: os amassados ficam mais relaxados.
  • Se a sua máquina de lavar também é secadora, coloque uma bolinha de tênis lá dentro na hora de secar as roupas: o movimento da bola ventila as peças e evita que fiquem muito comprimidas.
  • Vale mais a pena pendurar as roupas em cabides assim que saírem da secadora do que empilhá-las.
  • A mesma dica vale para peças ainda úmidas: coloque-as em cabides ao invés de amontoá-las no varal. Aqui, no entanto, vale dar uma sacudida na peça e uma esticada com as mãos, de modo que fiquem o mais lisas possíveis enquanto estiverem secando.
  • Dispense pregadores de roupa sempre que possível! Eles deixam marcas profundas no tecido, que só saem à ferro mesmo.
  • Pendure as roupas com suas partes mais pesadas para baixo. Uma calça, por exemplo, deve ser pendurada pela barra da calça, de modo que o cós pese e estique o tecido.
  • Uma roupa usada que não está suja pode ficar mais esticadinha se for dobrada e colocada debaixo de um colchão por uma noite.

Se Passar a Roupa for Inevitável

  • passar roupaPrefira um ferro seco do que um à vapor.
  • Ligue o ferro de uma só vez e passe a maior quantidade possível de roupas.
  • Utilize um borrifador com uma solução de água e amaciante para umedecer as peças.
  • Aproveite o momento em que o ferro está começando a esquentar ou está esfriando para passar tecidos mais delicado. Quanto menos você mudar a temperatura do ferro, melhor.
  • Forre a tábua de passar com papel alumínio: ele ajuda a manter a temperatura alta e a peça será passada com mais rapidez – sem contar que você não vai precisar ficar virando a roupa.