Redes de dormir ou descansar… as gostosas redes nordestinas!

Escrito por

 

 

A rede tradicional nordestina.

A rede de dormir é um tipo de leito constituído de um retângulo de tecido ou malha e suspenso pelas duas extremidades, terminadas em punhos ou argolas, que são presas a armadores ou ganchos, pregados em geral nos portais ou sob árvores frondosas e em que as pessoas se deitam para dormir ou descansar.

Nos grandes centros urbanos a rede é mais um objeto de decoração de residências e serve como ponto de referência aos costumes regionais. São armadas em terraços, alpendres e varandas de casas e apartamentos, casas de praia e de campo, geralmente para descansar ou sesta, mas quase nunca para dormir à noite.

As redes de descanso decoram os ambientes da casa proporcionando conforto e aconchego ao lar.

Práticas, versáteis e de fácil manuseio caem bem em diversos locais.

Instalação de armadores para redes

Os armadores podem ser instalados tanto em paredes opostas, uma de frente para a outra, como também em paredes vizinhas, uma ao lado da outra, desde que faça um ângulo de pelo menos 90°.

As redes deverão ficar armadas mantendo uma distância aproximadamente de + ou – 3,75m entre os armadores, a uma altura mediana de + ou – 2,00m do solo, de forma que após estendida ela forme um arco distando + ou – 0,50cm do chão.
Há recursos para adequar estas medidas como: molas, correntes, prolongadores, e extensores.

Alertamos que medidas abaixo do ideal prejudicam seu uso e conforto.

OBS: Para instalação de armadores em paredes vizinhas seguir instruções do gráfico abaixo.

 

 

 

 

 

 

Dicas de lavagem

É recomendado não utilizar a máquina de lavar. O efeito centrífuga aumenta o atrito das peças entre si, ocasionando desbotamento e desgaste do tecido. No caso das redes, podem danificar as varandas e puir os punhos.

Não use sabão em pó ou em pedra, tradicionais. O uso desses produtos podem provocar manchas em peças c/ tingimento artesanal.
Dê preferência a sabão neutro como o de coco ou o de lanolina.

Lave as peças de cores escuras ou com combinação de cores contrastantes com água em abundância, para garantir a eliminação de excesso de corantes que se despreendem naturalmente nas primeiras lavagens.

Não é aconselhável deixá-las de molho por tempo porlongado e recomenda-se extrair o máximo de água após o último enxágüe.
Vale ressaltar que o sentido das listras após serem estendidas nos varais devem ficar na vertical para evitar a migração das cores mais escuras para as mais claras durante a secagem

fontes: redes vitoria  /  artesanatodobrasil