Problemas para Estudar: Ajude seu Filho

Escrito por

O ano letivo se inicia e com ele alguns pais já começam a antecipar a preocupação: será que o meu filho vai se sair bem na hora que as provas chegarem?

Será que ele vai precisar de reforço escolar?

E não é para menos: a avaliação é uma forma de medir o rendimento escolar da criança – e nem todas acabam se saindo bem.

Veja a seguir o que pode estar atrapalhando os estudos do seu filho e o que fazer para que ele alcance o aproveitamento máximo do que é ensinado na escola.

Prevenindo o Baixo Rendimento Escolar

estudanteO início do ano letivo é o momento ideal para garantir um bom rendimento escolar ao longo do ano: essa é a hora de implementar uma rotina aonde a criança estuda diariamente parte da matéria, além do dever de casa.

Um pouquinho por dia é chave.

O segredo é sempre focar na matéria que será ministrada na aula seguinte: isso ajuda a assimilar melhor o que será apresentado e eventuais dúvidas poderão ser tiradas a tempo.

Incentive o estudo com resumos. Depois das provas, compare o conteúdo que foi estudado com o que caiu no teste.

Na semana de provas, explique que elas existem para que os professores saibam se a criança entendeu bem o que foi ensinado.

Não existe nada de errado em oferecer ajuda nesse momento nervoso do ano letivo: pergunte à criança se ela precisa de você para entender a matéria ou testar seus conhecimentos.

Baixo Rendimento Escolar: Identificando Causas

As formas mais evidentes de confirmação do baixo rendimento escolar são as notas das provas e as médias do boletim. Mas o que está por trás disso?

estudanteFelipe Vallim, Coordenador Geral do Colégio Euclides da Cunha, no Rio de Janeiro, aponta várias causas – desde a dificuldade de absorção do conteúdo durante as aulas, execução das atividades propostas ou até mesmo questões físicas, como dificuldades de visão ou audição.

A simples imaturidade da criança (sobretudo na Educação Infantil e primeiro ano do Ensino Fundamental), a falta de concentração ou problemas mais expressivos, como conflitos familiares ou perdas, também devem ser levados em conta.

Outro fator bastante comum é a dificuldade de realização da lição de casa. Isso ocorre principalmente quando os pais não inserem as atividades escolares na rotina da família.

O Papel dos Pais na Melhora das Notas dos Filhos

estudante mãeNão adianta mandar a criança prestar mais atenção nas aulas, fazer o dever de casa e estudar para a prova: segundo Felipe Vallim, os pais devem estar realmente mais presentes e comprometidos nesses momentos, acompanhando as tarefas diárias.

“Neste convívio, eles percebem as dificuldades da criança e podem buscar a escola para compreender melhor o que está acontecendo. Além disso, como o professor tem maior proximidade dos alunos, a avaliação acaba sendo diária por parte da instituição”, diz Vallim.

O importante é compreender que o aprendizado acadêmico não é de responsabilidade unicamente da escola, mas também da família.

Além disso, quando a relação com os responsáveis no tocante aos estudos é mais estreito, o próprio aluno poderá compreender sua dificuldade e buscar uma saída junto aos pais ou a escola.