Home Theater – Acústica & Construção II

Escrito por

 

 

Pintura de paredes do espaço multimídia

Atrás da TV deve ser de cor escura, preferencialmente preto fosco; as laterais em tons claros/pastéis

Crie um esquema de sua sala de Home Theater

Faça layouts (desenhos): é muito bom para prever eventuais erros.

Pode ser feito no bom e velho papel, lápis e caneta ou através de programas, como o Google SketchUp, onde, rapidamente, aprende-se a projetar, em 3D, racks, salas, móveis, etc. (pode-se utilizar a ferramenta de busca “get models” para copiar itens do seu grande banco de dados).

Procure os ótimos tutorias no site Sketchup Brasil -http://sketchupbrasil.com/ e aprenda rapidamente a utilizar esse ótimo programa

Destacamos alguns trechos importantes do site by Knirsch:

“As primeiras reflexões são as mais prejudiciais para o som e precisam ser acusticamente tratadas.

Por exemplo, as primeiras reflexões que ocorrem na frente e atrás das caixas acústicas afetam a formação do palco sonoro na reprodução do som.

Já as primeiras reflexões laterais são responsáveis por prejudicar a textura e o equilíbrio tonal.

Outro aspecto importante que ocorre com a nossa percepção psico-acústica é o fato de que as segundas e terceiras reflexões que atingem o nosso ouvido, num tempo maior do que algumas dezenas de milissegundos, e que se apresentam em intensidade bem menores do que a do som direto, essas reflexões são menos relevantes e não consideradas por nós porque não conseguimos identificá-las e muito menos entendê-las.

Na verdade elas são “ecos” das notas que estão sendo tocadas e que ficam reverberando pela sala.

Tanto é que a acústica chama este fenômeno de “campo reverberante”.

As consequências disto para o resultado sonoro são bastante desastrosas, pois a inteligibilidade do som fica bastante afetada, ou seja, notas perdem a sua nitidez.
Este problema se torna mais acentuado em salas maiores.

Quanto menor a sala, menor a influência deste fenômeno.

Conforme as dimensões da sala podem ocorrer outros tipos de problemática, como por exemplo, o aparecimento de reflexões em baixas frequências (na faixa de 60 a 100 Hz), que influencia na inteligibilidade do grave.
Para o ouvinte, quando isto ocorre, o grave soa retumbante e de “uma nota só”.

“Este é um problema de difícil solução.”