ELETRICIDADE – como fazer uma boa economia $

Escrito por


Os tipos de fornecimento de energia elétrica, seus limites e os valores de tensão podem ser diferentes, conforme a região.

Essas informações são obtidas com a companhia de eletricidade de sua cidade.

A qualidade de uma instalação elétrica depende muito do serviço executado.

É importante que a instalador execute o trabalho de acordo com o projeto elétrico, a ainda que utilize componentes adequados, adotando técnicas corretas e que atendam as normas existentes.

Os exemplos que daremos aqui no “canal ELETRICIDADE”, são meramente ilustrativos e não devem ser utilizados como referência.

7 dicas para diminuir o desperdício e aumentar a segurança das instalaçoes:

1ª) Instale vários disjuntores.
(Quanto mais circuitos houver, melhor será a distribuição da carga elétrica)

2ª) Utilize fiação compatível.
(Fio fino aumenta o consumo)

3ª) Equipamento novo, moderno, consome menos energia.
(Exemplo: Reator eletrônico)

4ª) Evite emendas.
O fio de cobre é um excelente condutor, e só.

A sua maleabilidade impede contatos perfeitos e duradouros.
Utilize conexões com braçadeiras de aço.
As inovações da DERSEHN permitem maior aperto na junção de fios e cabos elétricos, sem que sejam mutilados.
Proporcionam menores perdas na passagem da corrente elétrica e consequentemente contas com valores mais interessantes.
Já existem resultados com reduções ente 25 e 60%.)

5ª) Não anule o fio terra dos aparelhos.
Ao contrário, faça um bom sistema de aterramento na sua residência e no seu local de trabalho.
(A função do fio terra é minimizar os efeitos do choque na pessoa.)

6ª) Revise as instalações a cada 10 anos pelo menos.
Manutenções preventivas reduzem consideravelmente desperdícios e acidentes.

7ª) Contrate eletricista.
As lojas indicam bons profissionais. (Instalação elétrica não é para amador e nem curioso.)

fonte: Dersehn
Fotos utilizadas sob licença Creative Commons: rdenubila