Cervejas Artesanais: Qual a sua Escolha?

Escrito por

As cervejas artesanais chegaram para ficar, já que conseguiram um lugar nas prateleiras de supermercados e comércios especializados.

O mercado de cervejas tem apresentado crescimento no Brasil. Seu índice pode alcançar até 40% ao ano. O país é um dos maiores consumidores da bebida no mundo, sendo preferência de 64% da população.

Segundo a Associação Brasileira da Indústria da Cerveja (CervBrasil), cervejas artesanais, assim como as importadas e as da categoria Premium, ocupam mais de 5% do mercado.

O aumento no consumo desse tipo de cerveja se reflete na produção da bebida em território nacional.

Características Gerais das Cervejas

cervejaNo mundo, estima-se que existem mais de 20 mil tipos de cervejas.

Elas são diferenciadas graças ao processo de fabricação, temperatura, fermentação, maturação, ingredientes utilizados, dentre outras características que as deixam únicas.

Todos os componentes podem alterar o sabor, a coloração e até mesmo o teor alcoólico das bebidas.

Naquelas que são de alta fermentação, as leveduras flutuam e o produto fica com uma cor mais avermelhada, com um sabor forte.

As de baixa fermentação são as mais comercializadas e conhecidas dentre os cervejeiros. Entre elas estão a Pilsener, Bock, Dortmund, Einbeck, Export e Munich.

Cervejas Artesanais: as mais Populares

cervejas-coposAs cervejas mais consumidas no Brasil são as da família Lager, de baixa fermentação.

Quando se trata de bebidas claras, o principal tipo que pode ser encontrado no mercado é a Pale Lager original. Também chamada de Pilsen ou Pilsener, são caracterizadas pelo lúpulo, que está presente no aroma e sabor.

Nesse cenário, também é possível incluir a Premium. Ela tem atraído cada vez mais a atenção dos consumidores. A American Lager é conhecida por ser mais leve e refrescante e a Dotmunder Export, variação da Pilsener, possui menos lúpulo e é mais suave.

Cervejas escuras mais comuns também pertencem à família Lager e são chamadas Dark Lagers.

Alemãs, as Munchner Dunkel são escuras-avermelhadas e possuem um sabor que lembra mais o malte. Já a Dark American Lager é a versão americana da anterior. Apresenta um sabor mais suave por ser menos maltada.

A Schwarzbier é outra variedade da bebida. Ela se encaixa nas Dark Lagers. Ela não é considerada somente escura, mas sim totalmente preta.
Seu sabor é considerado seco – e não doce como as Malzbiers. Além disso, ela não é misturada com nenhuma fruta e tem aromas que lembram o café e o chocolate.

A Malzbier pertencem à categoria Dark Lagers, mas difere das demais cervejas escuras.

A Malt Beer, cerveja de malte ou, popularmente, Malzbier pode ser enquadrada na categoria de cervejas sem álcool. Sua concentração é não maior do que 0,5% ABV (Alcohol by Volume ou, em português, álcool por volume).

Isso acontece porque sua técnica de fermentação é diferente: é feita em temperaturas baixas, próximas do ponto de congelamento. Dessa maneira, as leveduras ficam quase inativas e acontece uma “micro fermentação”.

Depois, o líquido é filtrado e pasteurizado, se tornando mais adocicado do que as cervejas comuns.

Teores Alcoólicos das Cervejas

fabricacao-de-cervejaA cerveja é uma bebida que contém o teor alcoólico considerado baixo, com até 7% em sua composição.

Ele é definido a partir do processo de produção e fermentação alcoólica que acontece em uma de suas etapas. Um de seus principais ingredientes, o lúpulo, é responsável pelo sabor mais amargo e por controlar esse processo químico.

A partir da fermentação, a bebida é alcoolizada e carbonizada. O procedimento pode ser feito em diversas temperaturas. Cada uma vai resultar em um tipo de cerveja diferente.
O mesmo acontece em relação ao tempo que pelo qual a fermentação ocorrerá, sendo um fator determinante.

Quando a fermentação é submetida a uma temperatura constante de 20ºC, durante duas semanas, a cerveja será ALE. A Lager exige seis semanas em um recipiente com temperatura constante de 9ºC.

Presenteando com Cervejas Artesanais

Aos cervejeiros, o presente certeiro é um ou mais tipos de cervejas artesanais presentes no mercado. Não importa se são nacionais ou importadas.
É possível montar uma apresentação mais romântica, formal ou agradável. Para isso, basta dispor as bebidas em uma cesta ou caixa de madeira.

Para as pessoas que não são muito familiarizadas com as cervejas e seus tipos, o mais indicado é investir naquelas que são mais suaves. Elas não apresentam sabor muito amargo ou característico.
Uma dica é a Weiss, a clássica cerveja de trigo, que tende a ser mais suave e leve.

Àquelas pessoas que já admiram essa bebida e se permitem conhecer novas possibilidades, o ideal é apostar nos tipos de cervejas menos convencionais.
As bebidas avermelhadas e escuras são uma boa dica. Elas têm um sabor diferenciado que é perfeito para quem gosta de explorar o mundo cervejeiro.