Educação Musical para Crianças

Escrito por

Mais do que apenas lazer ou diversão, a música é uma forma de arte que tem valor cultural e intelectual. Conheça os benefícios de iniciar o seu filho no mundo dos instrumentos musicais.

Não é à toa que em 2012, com a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, o ensino musical se tornou obrigatório na Educação Básica das escolas.

Ou seja, não basta apenas levar seu filho a uma loja de instrumentos musicais. Contar com o acompanhamento e a instrução de um professor de música também é muito importante.

Nesse aprendizado, diversos benefícios são trazidos para os pequenos, até mesmo agregando qualidades a outras disciplinas.

Benefícios do Ensino de Música para Crianças

A música tem o potencial de ampliar os horizontes dos pequenos no ponto de vista humano. Aprender a escutar, prestar atenção ao ambiente e se expressar são algumas delas.
Além disso, estimulam seus sentimentos, ajudam a entender melhor outras culturas e compreender o mundo em que estão inseridas.

menina violino musica instrumentoTer desde cedo essa vivência com melodias e sons faz com que a sensibilidade e a empatia também sejam estimuladas. Esses valores têm grande importância não apenas na infância como também na vida adulta em sociedade.

E a música não é capaz apenas de qualificar as crianças no aspecto social e emocional. A educação musical tem também o potencial de desenvolver aptidões físicas e cognitivas nas crianças.

Ela ajuda na alfabetização, estimula a criatividade e a memória, amplia a atenção da criança e apoia o ensino de outras disciplinas.

O aprendizado da música fortalece a sua disciplina, o foco e desenvolve a coordenação motora. Tanto a grossa, que envolve músculos grandes, quanto a fina, relacionada com músculos/movimentos pequenos.
Por fim, o contato musical ainda na infância amplia as capacidades de entendimento e raciocínio lógico através das combinações de padrões sonoros e de compassos, por exemplo.

Como a Música Deve Ser Ensinada para Crianças

menino piano musica instrumentoO aprendizado musical é muito abrangente e pode contemplar diversas fases do crescimento da criança. Quando ela ainda é pequena, entre um a dez anos de idade, em média, é realizado a chamada musicalização infantil.

Nessa metodologia, o pequeno é apresentado de forma livre e sensorial com diversos aspectos sonoros. Ainda sem relação com partituras, notas, funcionamento de instrumentos etc.

Nessa fase, o objetivo é tornar a criança sensível e receptiva a esse mundo sonoro de um jeito lúdico, reconhecendo sons e estruturas básicas de melodia.
Isso é realizado com experimentação sensorial, brincadeiras, exercícios de cantarolar, dinâmicas de criar pequenas cantilenas e até mesmo instrumentos com sucata.

Depois desse momento, quando o aluno já tem uma idade um pouco mais avançada (a partir dos dez anos, geralmente), é que ele passa a ter um contato com a música por um viés de disciplina a ser estudada.
Mas sem nunca deixar de lado o aspecto sensorial, prazeroso intuitivo.

Como Escolher Instrumentos Musicais para Crianças

É aqui que a criança começa a ter contato com teoria, como partituras, compassos etc, e passa a praticar mais frequentemente com instrumentos – entre os mais populares e indicados, estão o violão e a guitarra.

crianças percussão musica instrumentoA escolha desses instrumentos é influenciada por elementos tão vastos quanto a própria quantidade de instrumentos possíveis em si.
Ou seja, a criança pode optar por diversos itens, desde aqueles que já citamos como outros mais diferentes, como o violino, o clarinete, o trompete e o acordeon.

Essa escolha deve ser baseada principalmente no gosto pessoal do pequeno músico, com o objetivo de buscar o modelo que o faz se sentir mais à vontade e que dê mais prazer em aprender e tocar.

Para saber qual o melhor instrumento para a criança, o indicado é que ela tenha contato com ele por pelo menos três meses, praticando bastante.
Assim, poderá entender bem o funcionamento do instrumento e descobrir com certeza se gosta ou não dele. Vale repetir esse processo de descoberta até que se encontre o modelo que combine melhor com o gosto da criança!

Entre os professores de música, os instrumentos mais indicados são os de corda, de teclas (piano e teclado, que desenvolvem a importante noção de melodia) e os de percussão.

Nesse último caso, as crianças exercitam ritmo, coordenação motora e gastam energia; por isso, a bateria costuma ser bastante popular, especialmente entre as crianças mais agitadas.

Outras opções interessantes são modelos menores, mais compactos – como flautas, clarinetes, gaitas de boca e ukuleles.

Autoria: Texto elaborado pela equipe da Multisom.