Dicas para Viajar de Bicicleta

Escrito por

 

Nem só de carro, moto, ônibus, trem, barco e avião vive o turismo: cada vez mais pessoas viajam de bicicleta pelo Brasil e pelo mundo.

O chamado cicloturismo é um mercado que vem conquistando cada vez mais aceitação entre quem gosta de viajar – especialmente entre aqueles que já utilizam a bicicleta como veículo de deslocamento dentro das cidades.

Também vem ganhando espaço físico em forma de ciclovias, ciclorrotas e ciclofaixas – o que também é sinal de reconhecimento da força do pedal como forma de turismo.

Já existem empresas especializadas em planejamento de roteiros para quem deseja explorar determinadas regiões do país de bicicleta. Seus donos afirmam: basta ter disposição – não é preciso ser um atleta.

Preparado para pegar a estrada pedalando? Confira algumas dicas.

Vantagens de Viajar de Bicicleta

bicicletaO cicloturismo não implica que todo o trajeto será feito exclusivamente de bicicleta, mas sim uma boa parte dele.

A boa notícia é que ela cabe em automóveis, barcos e trens quando da necessidade de vencer distâncias num desses veículos.

Estacionamento nunca é um problema, já que a bicicleta sempre pode ser trancada junto a um poste ou acomodada num quarto.

Você aprecia, em primeiro grau, a paisagem que está atravessando, e sempre tem mais chances de fazer amigos pelo caminho, já que realiza mais paradas do que de carro, ônibus ou trem. E tudo isso sem poluir o meio ambiente.

Dicas de Cicloturismo: Viajando de Bicicleta

Mas não basta montar em qualquer bicicleta e sair pedalando para qualquer lugar.

São vários os itens a observar quando se decide pelo cicloturismo.

Escolha a Bicicleta Certa – ou Adapte-a

bicicletaOs europeus desenvolveram bicicletas próprias para o cicloturismo.

No entanto, além de ainda difíceis de serem encontradas no Brasil, elas são mais adequadas para pedalar no asfalto.

Ou seja, para viajar pelo nosso país, cheio de trechos rurais, o melhor a fazer é comprar uma mountain bike e adaptá-la: coloque um banco bem confortável, eleve o guidom e instale um bom bagageiro.

Não economize com esses detalhes: eles contribuem para o aumento do campo de visão, melhoram a postura, o equilíbrio e, consequentemente, incrementam a segurança e facilitam a pedalada.

No caso do bagageiro, uma boa dica é não concentrar todo o peso sobre ele, para não sobrecarregar as rodas traseiras ou correr o risco de empinar numa subida. Instale também, por exemplo, alforjes dianteiros.

Evite usar mochilas: elas forçam demais a coluna e os ombros.

A dica de ouro para antes da viagem é fazer uma revisão não só na bicicleta, para assegurar que toda sua estrutura está em ordem, mas também na própria saúde do ciclista: quando o assunto é pedalar, tanto homem quanto máquina devem estar em boas condições.

Comece Viajando pela sua Cidade

Não se atire de primeira numa viagem de longa distância: faça um teste dentro da sua própria cidade. Quem não está habituado às pedaladas deve, antes de mais nada, se familiarizar com o desafio.

Estabeleça um roteiro urbano e utilize as ciclovias para percorrê-lo: é a hora de descobrir se você realmente vai curtir viajar de bicicleta.

Escolha sempre ruas com menor movimento de veículos e obedeça a sinalização e direção vigentes – nada de contramão. Deixe as calçadas livres: elas são exclusividade dos pedestres.

Atenção ao Código Brasileiro de Trânsito

Sim, o Código Brasileiro de Trânsito se aplica aos ciclistas – e também aos motoristas com os quais dividirão ruas e estradas.

Jamais dispense o capacete, luvas de proteção e óculos.

Equipe sua bicicleta com campainha, espelho retrovisor do lado esquerdo e sinalizações noturnas traseira, dianteira, laterais e nos pedais.