Temperos para Doces

Escrito por

 

Na cozinha de nossos antepassados, assim como na de hoje, era costume usar especiarias, temperos feitos de raízes, folhas, flores e sementes.

Aliás, desde os tempos antigos elas movimentam um grande comércio.

Veja como utilizar diferentes temperos para tornar doces ainda mais gostosos.

Temperos para Doces: História

Os venezianos descobriram caminhos que os levavam ao oriente onde a culinária era temperada com odores e sabores que seduziam o paladar.

O comércio da seda, canela, cravo, noz moscada, pimenta e outros trouxeram disputas pelos mercados que levaram a descobertas de novas rotas e lugares desconhecidos.

Quando colocamos canela sobre um doce ou perfumamos frutas em compota com cravos, estamos repetindo gestos seculares em torno da confecção de uma boa comida.

São receitas que passaram por gerações e que nos chegaram às mãos e continuam encantando a todos os de casa.

Alguns destes ingredientes são mais usados em pratos salgados; outros, conforme o país, são mais empregues em doces.

Estamos trazendo para você alguns temperos feitos de partes de vegetais frescos ou secos para que possa usar em sua cozinha, dando mais sabor e perfume ao prato de todo o dia.

O cozinheiro é um químico que busca o efeito perfeito para surpreender e encantar os apreciadores de boa comida.

De uma forma mais didática, separamos em doces e salgados.

Temperos para Receitas Doces

Os doces, de uma maneira geral, têm como base leite, frutas, gordura, ovos e açúcar.

baunilha

Baunilha

As notas musicais são somente sete, mas a combinação entre elas é que faz música: assim, a combinação entre os ingredientes, sua quantidade e como terminamos o prato com adições de perfumes e sabores é que torna tudo muito bom.

Leite e seus derivados combinam bem com canelacravogengibrenoz moscada e baunilha.

O cultivo destas plantas adquiridas já secas no mercado é feita em produção comercial.

Algumas, como o cravo-da-índia, são cultivadas apenas no sul da Bahia no nosso país.

A baunilha ainda é importada, mas a canela é cultivada aqui em alguns estados, e o gengibre podemos fazer cultivo caseiro num vaso.

Baunilha

O sorvete de baunilha é o campeão mundial de preferência, disputado com o de chocolate, claro.

Além dele, a baunilha é muito empregada em pudins, recheios para bolos e sonhos.

A baunilha provém do fruto de uma orquídea chamada Vanila (Vanilla planifollia).

Canela

A canela em pau ou em rama é produto de uma árvore chamada caneleira (Cinnamomum zeylanicum).

Ela vai bem em créme brulée, doces de maçã e banana (bolos, strudel), biscoitos, canjicas e rabanadas.