Sete léguas (Podranea ricasoliana Sprague)

Escrito por

Nome Técnico: Podranea ricasoliana Sprague.

Nomes Populares : sete-léguas

Família : Angiospermae – Família Bignoniaceae.

Origem: Originárias da Oceania.

Descrição

Arbusto do tipo trepadeira semilenhosa, ramos longos e flexíveis, muito vigorosa e de crescimento rápido. Devido a suas proporções é quase impossível medir seu tamanho.

Os ramos são finos, flexíveis e as folhas são compostas de folíolos ovais, pequenos e ondulados.

As flores são na cor rosa, em forma de trombeta, reunidas em inflorescências terminais, com florescimento abundante na primavera e esparsas ao longo do ano.

Pode ser cultivada no país todo, inclusive nos estados mais frios, pois é tolerante às baixas temperaturas.

Técnica de Cultivo:

Necessita de muito sol, solo fértil e bem drenado. Abrir a cova de plantio duas vezes maior que o torrão.

Adicionar adubo animal de curral bem decomposto, cerca de 300 gramas ou cama de galinheiro bem curtida, a metade da dose, misturando com composto orgânico de folhas que poderá aprender a fazer em nosso artigo sobre compostagem.

No fundo da cova colocar um pouco de areia para garantir a drenagem.

Após o plantio, regar. Repetir a rega todos os dias por pelo menos 10 dias se não houver chuvas.
Depois, espaçar para as regas normais do jardim.

Necessita de tutor, inicialmente uma pequena escada feita de sarrafos para condução da planta. Quando seu crescimento for demasiado e estiver invadindo outras áreas, abafando plantas vizinhas, poderá ser controlada por podas.

Podas sucessivas e muito próximas irão diminuir a produção de flores.

Anualmente, durante o inverno poderá ser feita a adubação da muda, com a colocação de adubo animal curtido misturado a composto orgânico em partes iguais e colocados no pé da planta.
Não esquecer de regar.

Paisagismo e uso decorativo:

sete_leguasÉ muito usada no país todo para pergolados, arcos, muros e cercas, mas é em muros de arrimo onde atinge sua real potencialidade, caindo de paredões de pedra fazendo belo efeito.

Suas flores em rosa fazem um belo efeito em paisagismo, podendo ser explorada uma combinação com arbustos de formas mais definidas e folhagem escura ou com flores em outros tons de rosa ou púrpuras.

Produção comercial de Podranea :

Para reproduzir esta trepadeira é mais conveniente fazê-lo por estaquia, já que dificilmente produz frutos com sementes viáveis.

Cortam-se estacas dos ramos e deixa-se com cerca de 20 a 25 cm de comprimento, retirando-se as folhas na base, deixando enterradas pelo menos duas gemas.

O substrato é a casca de arroz carbonizada, mantida umida até o enraizamento. Esta tarefa pode ser feita no fim do inverno, em cultivo protegido em estufa.

O transplante poderá ser feito para sacos ou baldes moles de cultivo, com substrato preparado com adubo animal de curral bem curtido ou composto orgânico completo.

Deixar em cultivo protegido até começar a se desenvolver, quando poderá ir para local com sombra de 50% até a comercialização.

O uso de tutores de sarrafos em forma de escada poderá ser utilizado.

A produção deverá atender à demanda do mercado da região. Como esta planta cresce muito rápido, poderá passar do ponto viável de comercialização rapidamente.

Caso isto aconteça, o produtor não perderá a muda, basta realizar uma poda leve.

Fotos utilizadas sob licença Creative Commons: Andres Rueda